segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Uma nova era de conceitos da bicicleta...


No alto, capa da Yuba Bikes, com a bicicleta Yuba Mundo e acessórios. E acima, um modelo brasileiro, de visual limpo e prático. Os contrutores exibem longtail brasileira, da ArtTrike.com.br, protótipo 02. Foto: Roberto Furtado / Revista Bicicleta
         Nos últimos anos tenho ido para as feiras para avaliar as tendências... No Brasil as feiras tem um perfil diferente do que vemos no exterior. As feiras americanas, no exemplo da maior delas, a Interbike, costumam ter um propósito diferente. As feiras brasileiras parecem ser mais destinadas ao negócio da bicicleta como forma de visibilidade, mas nos USA as feiras tem um motivo de oportunidade. Infelizmente este ano não teremos uma feira expressiva no Brasil, não haverá a Brasil Cycle Fair. Contudo, contamos com a referência dos anos anteriores... e é fato que estamos vivendo um ano de transformações. Ao falar da Interbike, percebemos que a quantidade de versões de conceitos diversos apontam para esta diferença, que acredito existir também em feiras em outros grandes polos consumidores da bicicleta. A verdade é que o mercado americano tem não apenas o potencial perfeito, mas também a motivação de consumo que raramente se vê no resto do mundo... e se em muitos casos pode parecer algo negativo pelo aspecto ambiental, se mostra como positivo em termos de desenvolvimento para novos projetos. Em uma das feiras que fui à Las Vegas, percebi que lá já era febre há tempos a tal longtail, aqui chamada de rabo longo. A proposta de uma cargueira com perfil quase normal no conceito de uma bicicleta. exceto pela desproporção da parte posterior da bicicleta (o tal triângulo traseiro), com uma capacidade de carga incomum, nos mostra uma versatilidade extra para o uso da bicicleta com um mínimo de prejuízo no desempenho. Se o assunto é eficiência, em breve entraremos aí... estamos com esta bike em teste, contínuo, em situações diversas que logo serão apresentadas. O consumidor quer menos carro... é uma necessidade do cidadão inteligente, que cansou das ruas entupidas. Em meio a uma crise que não é apenas brasileira, o cenário se parece para muitos: "Moro no centro, pago aluguel de garagem, pago IPVA, mantenho o automóvel e seus custos! Ficou caro demais ter um carro, e posso gastar este dinheiro em mim... mudando meu estilo de vida!"
Este é um depoimento criado, mas muitos se identificam com ele. Perguntas comuns levam ao automóvel, mas no sistema que precisa desafogar as vias surge a opção de não gastar 1 mil reais por mês em um automóvel (em números hipotéticos, pq são bem maiores se considerados dados de depreciação, modelo, ano, seguro, prejuízos de arrombamentos, etc). A opção é deslocamento com bicicletas... livres de despesas depois de comprada, apenas manutenção! Cada situação é diferente, depende do formato em que se encontra o consumidor e ciclista. Onde guardar? No apartamento... longtails não servem! Então dobráveis? Repensando o supermercado, longtail é ótima opção... afinal, nos alforges que ela pode carregar, possivelmente cabem mais coisas que nos Porta Malas de muitos automóveis. Talvez nem tanto, mas precisa? É possível carregar um saco de cimento de 50 kg na bicicleta longtail da Art Trike. Dispensado foi o táxi ou o automóvel próprio mais uma vez. E se fores fazer a feira da semana? Como fica? Bem, com alforges, uma longtail pode carregar cerca de 80 kg de legumes. Ela suporta duas pessoas de 60 kg no bagageiro traseiro... basta que o condutor tenha pernas, mas adianto que a relação de marchas correta faz milagres. Estamos fazendo testes diversos... vc vai ver onde chegaremos com este conceito. Trata-se de uma revolução nas ruas... a mobilidade encontrou seu lugar, um caminho sem volta. Talvez esta seja uma reformulação na história do automóvel, já que os americanos estão esbanjando modelos de bikes com assistência elétrica. O ciclista não faz mais força sozinho... então muda-se o conceito de que existe limite de idade ou saúde para usar uma bicicleta. Você esta presenciando uma nova era, atente-se...