segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Quer dizer que tu não gosta de pedalar...

Pelos caminhos rurais de Pareci Novo, ciclistas percorreram estradas e trilhas nos mais belos cenários da bergamota. Atividade da Ekonova Adventure Bike, Circuito de Pedais 2016. Foto: Roberto Furtado / Bikes do Andarilho.com
Ontem, domingo de pedal com a Ekonova... eu, mais uma vez distanciado da situação pelo trabalho. De fato, não sei se amo mais minha profissão de fotojornalista da bicicleta, ou de estar junto com as pessoas da bicicleta. Esta é uma dúvida que poderia se manifestar de outras formas, mas a mim ela vem assim... eu queria estar pedalando no meio desta galera, mas sei que estar ali junto de todos, registrando, é também participar da vida de cada um. Isto é uma realidade de convívio... e muitos são aqueles que se aproximam para conversar. Algumas vezes fui surpreendido com a parada de um ciclista que me viu ao lado dos trajetos... "e aí? Tudo certo, Roberto?" Eu ali, eternizadora em mãos, ao lado a prosa de um amigo que só fiz pq me envolvi com a bicicleta, e do outro lado um pé de bergamota. Não dá uma bela conversa? Tá ligado que as bergamotas estão extremamente doces este ano? Pois se são assim todos os anos, não sei... a mim parecem estar cada vez mais doces e suculentas. As conversas que tenho com os ciclistas parecem ser melhores a cada dia. Eu penso em muita coisa nesta vida, tenho tantas perguntas que parei de acreditar que era igual a todo mundo. Me dei conta que tenho uma incontrolável sede por viver. Em grande parte da minha vida esta a bicicleta... se não estou falando nela, estou fotografando, talvez pensando e, ultimamente voltei a usar a mesma como minha ferramenta favorita de sorrir. Eu me sinto tão bem sobre esta estrutura... é uma questão de existência! Outro dia falei, ou fotografo ou morte! Não posso mesmo viver sem certas coisas... eu achei até que podia, mas não posso. Sobreviver a gente consegue de qualquer jeito, mas para ter brilho no olho, para a gente se divertir, é preciso fazer o que se gosto. E eu gosto de fotografar, pedalar e conversar com amigos... o resto, bom, o resto é sobrevivência!
Estes dias conversei com alguém num trabalho que eu executava, e o vivente me falou que não gostava de pedalar. Então eu fiquei pensando que ele era um sobrevivente, pq só o que ele falou foi que não fazia nada do que gostava, a não ser as vontades da família, não tinha nenhum hobby ou diversão. "Quer dizer que tu não gosta de pedalar... fale mais sobre isto!" Vc realmente tentou? A Ekonova é uma ótima oportunidade para isto... mas temos muitas formas para iniciar. Pense bem.,. sua vida esta em jogo!