domingo, 6 de dezembro de 2015

Desafio da Sociedade Audax de Ciclismo - Edição Dez 2015






     Vamos lá... este é o Desafio da SAC que encerrou as atividades de 2015. Fechamos com um pedal divertido e "curtinho", pra quem queria almoçar em casa com a família. Nesta oportunidade o evento foi lançado meio de última hora e com isto não tivemos muitos inscritos, mas mesmo assim foi muito legal. Não tivemos nenhuma ocorrência de queda ou outra ocorrência de natureza acidental e, o tempo ajudou muito. Clima favorável significa um passeio divertido... e assim foi!
De São Leopoldo para o retorno no mesmo lugar, passamos por Portão, São Sebastião do Caí, Montenegro, Pareci Novo, etc. Foram 90 km de circuito não repetitivo... apenas uma parte do trajeto pela RS-240 se repetiu. Este tipo de trajeto, acredito, assim como muitos, deve ser o mais interessante para quem faz um passeio ao estilo brevet Audax... claro que os compromissos e tensões são menores, menos tempo pedalando e tal. Muitos foram os trechos bonitos que não consegui um cantinho para estacionar e com isto não pude fazer fotos de locais que eram grande pedida. Ainda desta forma, conseguimos uma coleção de 270 imagens e que acho que elas descrevem bem o evento.
Para 2016, monitor e fotógrafo de prova, suspeito que a SAC esteja reservando boas aventuras. Acho que deve haver algum desafio ainda no verão, não sei, talvez... mas com certeza haverá o clássico brevet de 200km em março, aquele que abre oficialmente série do ano. Estas são especulações de quem acompanha a SAC por longa data e espera fazer ainda por muito tempo. O ano esta se encerrando... a bicicleta pede espaço para entreter e exercitar seus adeptos, mas as provas de estrada se foram. Deixam lembranças e amigos...Talvez, seja a bicicleta a única garantia de futuro do homem, um hábito saudável que encontra espaço entre as atividades rotineiras tão endurecidas da vida urbana. Se nas estradas cinzas pelo asfalto dos caminhões ficam o ruído, a poluição e algumas vidas pela velocidade e imprudência, depositamos a esperança naqueles que usam a bicicleta para se deslocar de forma coerente. Se os ciclistas são da mobilidade diária ou aventureiros, bem, me parece que ambos estão construindo alguma coisa muito boa. Gostaria de ver a modelação dos homens através da bicicleta, acreditar que quem pedala consegue ter bom senso. Há coisas para mudar, também em ciclistas, mas esperança é o que nos move. Desejamos que toda estrada seja como a de hoje, que todos voltem para suas casas e seus amores, inteiros, revitalizados, e que o comportamento seja sempre exemplar, para que possamos cativar motoristas e pedestres, até que as más histórias sejam fruto de um passado muito distante. Por fim, as imagens estão no link abaixo. Boa semana... e roda pra frente!