terça-feira, 25 de agosto de 2015

A diferença entre uma boa foto e 84.000.000 de views

Leandro Bonfante Voando em Rolante 2014. Foto: Roberto Furtado / FGC
       Por muito tempo refleti sobre o trabalho com fotografias e me senti sem respostas para algumas situações profissionais. Um amigo e mestre da fotografia, disse-me: "Roberto, quem diz se teu trabalho esta bom ou ruim é o cliente!" 
Acho que existe um bom fundo de verdade para isto, mas prefiro pensar que todo dia penso em melhorar sem me dar por satisfeito. E aliás, é justamente esta busca incansável que me faz progredir. E vou deixar de desistir pelas melhorias somente quando estiver aposentado, de outra forma não faria sentido algum seguir uma caminhada evolutiva. Evoluir é preciso... seja vc um professor, vidraceiro ou fotógrafo. Talvez os primeiros trabalhos de um profissional possa ficar para trás se vc olhar com a crítica pesada, mas começo todos terão, e o futuro sempre reserva algo melhor sobre crescimento profissional... exceto se vc for um deitado nas cordas. Procuro alimentar minha alma profissional todos os dias... me motivo, faço experimentações, clico muitas vezes sem pensar no dinheiro. Queimar material para aprender não jogar dinheiro fora... de outra forma, faculdade também seria! Congelar ou dar velocidade? Eis a questão que todos pensam sobre uma boa fotografia... acho que isto tem mais relação com a identidade visual de um profissional do que com o que o espectador vai pensar dos teus resultados. De maneira geral, todos gostam... alguns dizem algumas asneiras, principalmente aqueles que não entendem nada de um trabalho. Faz parte... a gente entende, absorve, e usa pra aprender. Não me incomodo mais com isto... até gosto de ouvir. Considero uma forma de avaliar o público... e ouvir teu público é importante. Não o deixe sem respostas... vejo muitos fazendo isto. Eu não tenho problemas em aprender o que não sei, tampouco por ensinar quem sabe menos que eu... vejo este tipo de profissional com "ridículo", afinal, ele também não nasceu sabendo. De vez em quando, alguém esta ao meu lado... um colega. Vejo ele fazendo cliques, observo sem olhar. Percebo muitas coisas... boas e ruins, evidente! Ninguém sabe tudo e o estágio de aprendizado de cada um é variado... uns já caminharam mais, outros menos, mas os resultados não tem relação direta com quilômetros, mas com capacidades. Conheço caras velhos, teoricamente experientes, muito atrasados... e vejo jovens com enorme potencial em suas caminhadas de 2 ou 3 anos. 
Eu aprendi uma coisa sobre trabalho... foi há tempos, mas só recentemente finalizei esta fração da reflexão. Muita coisa não esta escritas nos livros. Aliás, bom profissional vai ter que fazer algumas coisas na vida... diariamente vai ter que pensar, perguntar e encontrar a resposta sozinho. Se não estiver de acordo com isto, encontre algo rotineiro e pouco exigente, pois trabalho técnico autônomo requer muito murro em ponta de faca. Finalizo a reflexão sobre esta que chamei de "entre uma e 84 milhões", explicando... Vc sabe qual a diferença entre um ou alguns bons cliques e 84 milhões de views? A diferença é a estrada. Para se ter 84 milhões de views foi preciso acordar cedo centenas de domingos... rodar milhares de km; clicar o botão da máquina milhares de vezes; saber escrever ao menos um pouquinho; amargurar com o não reconhecimento muitas vezes; dormir mais cedo enquanto teus familiares estão se divertindo em um churrasco; etc.
A diferença é esta... simples, não? 84.000.000 de views é o número de visualizações que as imagens do google + foram "observadas" por entusiastas de imagens e de bicicletas. O perfil é do usuário bikesdoandarilho@gmail.com, criado a cerca de 3 anos. Nada mal para um blog brasileiro do extremo sul do Brasil.