domingo, 5 de abril de 2015

Lugares para pedalar... cicloturismo na veia para quem quiser!

Em Morrinhos do Sul, passamos por pontes antigas e rudimentares, sobre rios de pedra.

Um dos muitos rio e arroios que vimos no trajeto... todos de água cristalina. 

Vista para Praia Grande, Santa Catarina. 

Cambará é sempre Cambará... não dá pra perder nenhum momento!
        Este final de semana fui passear com a esposa... a gente curtiu a ideia de pegar o carro e desaparecer sem rota definida com horário. Fizemos de Porto Alegre para Praia Grande, via BR-101, depois subimos os cânions até Cambará. Durante todo caminho, pausa para apreciação, fotos, etc. Em Cambará, fizemos um lanche 100%, torradas e café com leite sem igual! A estrada entre Praia Grande e Cambará é incrivelmente ruim para automóveis, mas viável. De bike, seria perfeito... mas tenha pernas para subir tanto! Como o tempo era curto... sexta e sábado, e a esposa iria junto, a solução foi conhecer de carro, mas a vontade de fazer de bike, era especial. Ainda farei...
De Cambará fomos para Capão da Canoa... pois lá passaríamos a noite. No dia seguinte, bom café em Capão, e partiu... fomos pra Maquiné, distrito Barra do Ouro. Lá conhecemos as muitas pontes e passadouros de água cristalina. Fomos até a cascata do Garapiá, que é linda! Tomei banho naquela água gelada, mas valeu... rejuvenesce! De lá pegamos uma estrada chamada RS-239... que de carro é o verdadeiro inferno! No alto da montanha o GPS indicava 900 metros. No outro lado da montanha, cerca de 35 km depois, estávamos em Riozinho. Fizemos novo lanche e fomos para a cascata do Chuvisqueiro. Todos estes locais aceitam perfeitamente a bicicleta como meio de transporte. É garantia de aventura incrível... e recomendo para quem foge da civilização. É plano fazer de bike... mas até lá tem outro projeto que esta em construção e que deve sair do papel brevemente. Compartilhei a experiência por aqui pq é ideal fazer de bike... como não tive como fazer de bicicleta, deixo a dica, é perfeito!