domingo, 26 de outubro de 2014

DH de Carlos Barbosa reúne mais de 200 pilotos... pau na montanha!

Galera da EBNC, um familião de voadores!

Maicon Zottis
Vamos lá... uma resenha do downhill mais forte e alegre do Brasil. Depois da semana passada, que cancelou nosso querido DH, etapa de Carlos Barbosa, foi marcada nova data para o sábado que antecedia a eleição. Feito... tudo pronto, recuperado dos estragos. Agora foi! Downhill em dia único, qualify e oficial! Com mais de 200 pilotos o DH foi sensacional! Mais uma grande festa para lembrar! O pessoal da EBNC como sempre, fez tudo o que podia para ser mais um grande dia de festa. E foi... dia de sol, as vezes poucas nuvens, mas sem chuva, São Pedro vestiu a camisa da EBNC e da FGC. Um dia longo... acho que a prova terminou por volta das 19 horas. O menino fantasma, cujo nome é Lucas Bertol, descia emparelhando tudo. Corria, detonava... os treinos mostravam. O vento Zottis, não era diferente... particularmente, parecia mais rápido até. E Rafael Pereira? Que voou bonito e ficou pertinho do vento e do fantasma... Ora, bonito de ver, mais uma vez, os meninos sorridentes sobre suas máquinas raiadas e capazes de voar. A gurizada pequena curtiu... os pais idem e nossos velhos queridos, da mesma forma! Eu acho que existe uma mágica no downhill, que nos aproxima uns dos outros, que valoriza tudo que há de bom.
Lucas Bertol

Quem não foi, perdeu mesmo! Foi um espetáculo do esporte da bicicleta que mais cresce. Bertol esteve radiante... perfeito! Desceu rápido, bonito, macio, focado, olhos de águia e sorriso de garoto! A foto ao lado descreve apenas um pouquinho o que tento dizer. É um piloto ímpar, como Maicon Zottis, como Bernardo Cruz. Este ano, o fantasma fez também o lugar mais alto do pódio do DH brasileiro... campeão da etapa única de downhill 2014. É mole? O cara tá mostrando serviço... tá em fusão perfeita com a bike. E acho que tem mais pra mostrar... como disse na Revista Bicicleta, matéria do Brasileiro de DH, Bertol fez o tema de casa, correu em prova road de resistência. Quem achou que ele daria moleza, enganou-se. É o ano dele? Talvez, pode ser que seja apenas um começo, pode ser que seja a vez dele... ano que vem, talvez de Cruz, talvez de Zottis, sem favoritismos, apenas coerência sobre crítica esportiva. Que o menino fantasma desceu a montanha gigante e passou na cara o tempo, disto ninguém teve dúvida. Por isto as testemunhas, já, alimentadas pelo desempenho de Balneário Camboriú 2014 (DH de etapa única). O que muita gente não contava é ver Zottis na segunda posição, alguns segundinhos atrás de Bertol... até aí tudo bem, mas Zottis finalizou a prova de pneu no chão. É garra desta gurizada... Não tá fora quem peleia, não é pequeno que briga como gente grande!
E as fotos... aguenta aí que logo mais a gente faz a postagem da coleção de fotos pra vc lembrar. Muito obrigado a todos, uma excelente semana e até logo mais.