terça-feira, 15 de julho de 2014

A espiga... corte, redução ou aumento. 2ª parte


Bom... promessa é compromisso assumido! Falei, tá feito... Segue o garfo devidamente embuchado, adicionado de prolongamento de espiga e soldado com TIG. Já ouvi ou recebi relatos de aumentos de espiga com problemas. Vou reforçar mais uma vez... esta operação é extremamente segura, desde que seja realizada por um profissional com conhecimentos da metalurgia. Quem chegar neste assunto agora, por favor, trata de acessar o link ao final desta postagem para ir direto ao início desta história. 
Posso garantir que o serviço é extremamente seguro se realizado corretamente. Pode quebrar? Não... neste local não quebra mais, pois a bucha interna estabiliza as faces unidas. Além do mais, TIG é uma solda bastante segura. O que sempre recomendo é o de sempre, realizar a operação com um torneiro mecânico e um soldador acostumado. A Bucha interna não entra com a mão, entra através interferência, ou seja, só com carga de pressão ou até mesmo com uma marretinha. Com a mão, não vai entrar... se entrar com a mão, nem solda, pq certo que tens um problema grave em andamento. Ok? Valeu galera... 

A primeira parte do assunto esta aqui: A espiga... corte, redução ou aumento. 1ª parte

Foto e texto: Roberto Furtado / Bikes do Andarilho.com