terça-feira, 3 de junho de 2014

Nexus... aprovado em teste de mobilidade!


Nós temos feito alguns trabalhos envolvendo o sistema de marchas internas não é a toa. Estou muito inclinada a falar a respeito... e decidi falar justamente o que penso sobre este sistema. A opção de relação de marchas com sistema protegido de poeira e com outras vantagens aparentes é um grande fator que vai levar este projeto a ser percentual importante na economia da bicicleta. Este é o sistema do futuro, concebido ainda em um passado bastante distante e fora do seu tempo. É quase como dizer que os alienígenas cederam a tecnologia aos terráqueos, tal como se indica no filme homens de preto MIB "Men in Black". Em meio a brincadeiras podemos dizer que este é um sistema de alta tecnologia, considerando a grande simplicidade do sistema de 3 velocidades, mas sem esquecer que os tops da shimano e de outras grandes marcas representam-se por 11 ou 14 marchas. É extraordinário pensar que ocorrem sistemas com tantas opções, pois em tais bicicletas é possível utilizar justamente todas as marchas, quando em MTBs de 30 velocidades ocorre a não compatibilidade de relações por corrente cruzada. Isto é muita pano pra manga e não tem muitas mídias capazes de falar nisto. Por isto estamos estudando uma pauta que não é segredo... nós vamos fazer um material muito legal sobre estes projetos, e será para a versão impressa da Revista Bicicleta. 
Voltando ao Nexus, podemos dizer que ele é totalmente viável na atualidade de grandes centros. Tanto é que esta sendo utilizado nas bikes de locação em todas as cidades de grande porte do Brasil. No exterior, como nas cidades de países bem desenvolvidos economicamente e culturalmente falando, as bikes de locação possuem sistema de 5, 7 ou até 8 velocidades. Enquanto no Brasil... aparece esta versão de 3 velocidades como única opção ao usuário de bicicleta. Já é um grande passo, mas queremos mais! 
A bicicleta do teste foi uma old school desconhecida no Brasil... frame aço, suporte para bagageiro, algo muito evidente quanto a qualidade do projeto em relação a simplicidade e o que se conhece por simplicidade no mercado atual. Não dá pra deixar de falar a respeito... as bicicletas de supermercado são verdadeiros lixos, vendidos por valores irrisórios que se tornam elevados devido a precariedade de projeto e construção. Então, este foi mais um motivo para termos escolhido um frame extremamente simples... para provar que mesmo a simplicidade pode ter qualidade. 
Para utilização nas ruas de Porto Alegre, a bicicleta com Nexus Inter 3 (de versão com freio tipo contra pedal - torpedo), apresentou-se eficiente, completa, leve e fácil de operar. Praticamente, o ciclista preocupa-se apenas com o universo ao seu entorno. Nada de estalos, nada de ruídos desagradáveis, trocas precisas, frenagens eficientes, conforto! O Bikes do Andarilho avalia que o sistema é realmente perfeito em sua relação custo benefício. Fizemos lombas, descidas íngremes, uso em todo lugar de meio urbano... aprovado com excelência o Nexus inter 3.