quarta-feira, 12 de março de 2014

A informação especializada x mídia equivocada

Acompanho algumas notícias da mídia especializada da bicicleta porquê realmente é uma ótima fonte de informação, embora a limitação do idioma seja trabalhosa. Aqui no Brasil a gente têm trabalhado muito para crescer... quase todo mundo da mídia especializada se dedica de forma a demonstrar estes diferenciais do cotidiano. Na televisão, a mídia não especializada, comete verdadeiros crimes contra a história da bicicleta, são dezenas de atrocidades ditas por veículos de informação com grande poder de visualização. Acho que este é um dos grandes pecados do Brasil... se diz muita coisa errada, com poder de autoridade no assunto, mas ignorando completamente a profundidade da pauta abordada. Alguns veículos especializados, de grande porte, tais como a Revista Bicicleta.com.br e o Pedal.com.br, conseguem compensar um pouco esta informação que vai ao público não específico. Jogando links na rede, os canais de busca localizam com facilidade a informação, competindo com as grandes mídias não especializadas. É uma tarefa complicada de informar o povo sobre coisas incorretas que acontecem no Brasil, principalmente no que diz respeito a comportamento no trânsito. É papel de todos ajudar no policiamento deste equívoco de informação... e na verdade, quando alguém faz a "chacota" reprisando a asneira no youtube.com, esta na verdade fazendo o autor da matéria ou do erro a repensar. Dedicar-se é preciso... policiar é ainda mais necessário. Acredito que estes espaços menos expressivos da mídia especializada, tal como este blog aqui mesmo e outros tantos que estão a surgir, têm este papel de auxiliar os grandes canais especializados. Em tempo... não vou mais fazer textos tão longos. Eu descobri, através de estatísticas daqui mesmo, que vcs tendem a ler menos os textos de maior volume. Vou me adaptar a esta situação...