segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Cross Country no Desafios da Natureza 2013

Imagens do XC
O cross country de Três Coroas foi muito aguardado... e realmente foi um evento show! A cidade, as esquipes e a FGC fizeram seu trabalho... e o resultado foi a alegria do espectador e do atleta. Daniel, atleta da Dudu Bike Team esteve na prova e marcou pódio em sua categoria. Visivelmente feliz por estar participando e acompanhado da esposa, mostrou o valor de estar presente em um evento deste nível. A provinha esta difícil... ele disse, outros disseram, e quase todos subiram uma lomba do trajeto empurrando a bike. Não era a força que não estava presente nos atletas... força todos eles tinham! Dias atrás choveu muito, escorregadio ficou este ponto para subir pedalando. Não tinha como... 
Neste ofício de retratar as provas da FGC, aprendi algumas coisas. Quase todos os ciclistas não gostam de ser fotografados empurrando a bike, como se isto os diminuísse! No entanto, como tenho uma opinião formada a respeito, penso que não justificar pela escrita e pela imagem é deixar passar em branco uma importante questão da prática esportiva. A bravura é muito bem descrita por atletas que empurram suas bicicletas em trechos complicados. Há muita força para demonstrar neste momento, também há motivo e fé. Atleta sem fé no seu objetivo pessoal é como um pássaro sem rumo. Aqui, nasce explicação e reflexão... e comemoro também algo que não havia percebido muito. Cobri mais de 100 eventos oficiais ao lado destes atletas. Acho que posso começar a descrever com segurança muitos dos sentimentos que são demonstrados nas pistas. Se os atletas empurram suas bikes em dias difíceis, eu me arrasto por subidas, todos nós com os pés atolados na lama... somos uma estrutura que faz parte de uma história, cada qual em sua função, como formigas de uma colônia. Os astros são os atletas, outros estão lá para apoiar, e eu para garantir divulgação e memórias. Até a próxima, se não me engano em Garibaldi. 
As imagens estão no link abaixo da imagem, poucas em função de um dia dividido entre XC e DH. Nós fazemos o que podemos com o que temos!