quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Perfil... Rafael Colombo!

Acredito que a história da bicicleta é feita de pessoas... as quais devemos atribuir o valor da individualidade. O convívio social é o grande trunfo das pistas, eventos onde ocorrem estas oportunidades de encontro. O Bikes do Andarilho seria apenas mais um espaço se não fosse pelo suor, empenho e dedicação de pilotos e ciclistas. Não há mérito onde não existe suor... não há o que registrar por tantas vezes consecutivas se não há valor no assunto. Com isto, prometi a mim mesmo, e estou colocando em prática o perfil... a vez do Biker! Seja ele um atleta de ponta ou um ciclista de rua, aqui neste espaço sempre será um ser humano com qualidades e méritos, valores inestimáveis. Valores morais pesam mais do que medalhas, convívio social sincero vale mais que qualquer livro ou fotografia. As histórias nunca são iguais, tampouco os sonhos... Por este motivo, apresento pra vocês um amigo que fiz nas pistas, sem qualquer relação profissional, este é Rafael Colombo, 30 anos, residente em Farroupilha, interior do Rio Grande do Sul, um entusiasta incansável do downhill. 

No Brasileiro de DH 2013
"Sou competidor de mountain bike downhill categoria master A-1 (nacional) e rígida (estadual). Em 1994 muito interessado pelas bicicletas comecei a frequentar um loja, onde logo depois comecei a trabalhar como ajudante. Já conhecendo os mecânicos que competiam e depois de muita insistência, fui levado a uma prova de downhill. Em 1995 participei de algumas corridas, o mountain bike na época envolvia todas modalidades (XCO, XCM, DH) era comum correr em todas para pontuar no ranking gaúcho, inclusive participei de provas de estrada na categoria infanto-juvenil também. Em 1997 já filiado à FGC corria na categoria juvenil, 1998 comecei a me dedicar mais ao downhill, correndo algumas provas fora do estado.
Motivado pela limitação financeira e escassez de peças no mercado em 1999 comecei a adaptar um amortecedor de moto (Honda CG) em um quadro rígido de aço carbono, com essa bicicleta transformada fui vice campeão gaúcho na categoria Open-Full e sexto colocado no sul-brasileiro. Tempo depois comecei a vender estes quadros, custeando assim minhas despesas nas competições. Na categoria junior, em 2000, fui terceiro colocado no gaúcho, e depois de terminar o brasileiro também em terceiro integrei a seleção brasileira participando do Campeonato mundial na Espanha obtendo a 65° posição.
Em 2001 fui apresentado ao pessoal da MT-3, que fabricava bicicletas de alumínio em Caxias do Sul, e em parceria com a marca pude construir o meu projeto em alumínio, encerrando a era das bikes chamadas "full caseira" com 68 quadros vendidos. Com este quadro fui campeão gaúcho júnior, terceiro colocado no brasileiro, 12° no panamericano em Caxambú - MG, e também 5º no Dual Mountain Bike televisionado pela rede Globo em São Roque - SP. Estreando na Elite em 2002 fui 5ºcolocado no gaúcho e 6º no brasileiro. Em 2003,vendia os quadros para MG, RJ, Sp e SC tive a oportunidade de trazer a fábrica para Farroupilha, junto a minha oficina de bicicletas, e neste ano terminei o gaúcho em sexto lugar.
Em 2004 e 2005 fui quarto colocado no gaúcho, ajudando também como mecânico a equipe catarinense na etapa brasileira da Copa do mundo de downhill em Balneário Camboriú. Além de participar da descida das escadas de Santos em 2006 terminei o gaúcho em sexto, da mesma forma em 2007. No mesmo ano que encerrei a produção dos quadros "Mt-3 Colombo" com 74 unidades. Seguido de uma temporada de quatro meses no Kona Bike Park em São Roque (SP) ajudando na manutenção de pistas o amigo Djone Fornari, continuei apenas com a oficina dedicada à adaptação e conserto de quadros de competição, em 2008 terminei o campeonato gaúcho em quinto lugar e voltando as competições nacionais com o brasileiro em 13º.
Em 2009, integrei a equipe Bike&Cia, além de encerrar o gaúcho de downhill em sexto na elite, fui campeão gaúcho do cross-country na categoria estreante após 4 etapas. Baixando para a categoria Sub-30 em 2010, fui campeão gaúcho, décimo lugar no Brasileiro, campeão do ranking CBC e campeão brasileiro pela CBMTB (confederação brasileira de mountain bike). Em 2011 na elite do gaúcho fui sexto lugar, bicampeão sub-30 pela CBMTB e também trabalhei quatro meses na Markolf bikes em Schroeder - SC com o grande ídolo e amigo Markolf Berchtold. Em 2012, com apoio da Hupi Bikes competi também na categoria rígida terminando em primeiro lugar, assim como na categoria sub-30; campeão gaúcho. Neste ano também fui bi-campeão do ranking e quarto lugar no brasileiro CBC, além do bicampeonato sub-30 pela CBMTB. 
Atualmente desenvolvo algumas peças para competição, que estão em testes desde 2010, como a mesa integrada de apenas 4 parafusos e as coroas ovais em aço inox que possibilitam aumento de rendimento à custos reduzidos. Na oficina continuo apenas com a recuperação de quadros e peças quebradas. No downhill participo na categoria master A-1 (30-34 anos) onde fui vice-campeão brasileiro, vice-campeão sulbrasileiro, onde além da categoria rígida estou disputando também a liderança do ranking nacional e campeonato gaúcho."

O texto entre aspas foi produzido pelo próprio atleta. O mundo é feito de pessoas, não de marcas, menos ainda de pontos e cifras. O maior valor do mundo está nas pessoas que constroem histórias. Se você for convidado para participar deste espaço "Perfil", possivelmente é mais um importante cidadão da bicicleta. Se não for convidado, não pense que não têm valor... o que nós não temos aqui é muito espaço para colocar todos de uma única vez. Acreditamos em você de forma individual como ciclista e vivente, esteja sempre motivado, pois você motiva este espaço, motiva o colega que esta ao lado... e vai ajudar na construção de um mundo melhor!