sexta-feira, 16 de agosto de 2013

É da união que surge a força... na matemática da vida: 2 + 2 = 5

Alguns amigos me perguntaram o motivo de eu estar compartilhando tanto links e postagens de outros sites e profissionais da bicicleta. Quem segue o Facebook do Bikes do Andarilho percebe esta situação desde o surgimento do espaço. Aliás, me pergunto pq muitos leitores trocaram as tradicionais páginas por um espaço restritivo, pois conheço muita gente que ainda não têm o tal FB. O que torna o efeito um pouco contraditório, fato por obrigar a todos na execução do login. Durante algum tempo pensei que pudesse manter as coisas sozinho... sei que minha incansável dedicação, transparência e curiosidade pelo novo sobre a bicicleta me torna um profissional diferente. Nem melhor, nem pior que outros colegas que conheço, mas reconheço a teimosia como uma vantagem neste caso. Muitos teriam desistido pelo retorno financeiro que o segmento todo me oferece, mas eu sempre explico para os amigos que a insistência é uma virtude, e amar o que se faz é outra virtude. Depois de 5 anos, não parece que foi tanto esforço assim, embora seja mais de uma centena de eventos de relevância na história da bicicleta. Dezenas de milhares de postagens... algumas muito complexas, técnicas ou de custo elevado, a exemplo das reconstruções onde praticamente só se injeta dinheiro sem um retorno. A visitação e o diferencial é o único propósito das reconstruções, além da diversão, obviamente.
Sobre compartilhamentos de endereços diferentes... digo que não tenho nenhum receio de concorrência, ou outro sentimento valorizado e evidenciado da mesquinharia. Eu ajudo que  acredito ter valores, caráter, e espírito de coleguismo. E penso que sozinho a gente consegue somar um esforço que não passa de um limite, onde um + um é igual a dois (1+1=2), mas quando nos unimos pode ser diferente. Devido a diversidade do ser humano, nos juntamos com outros que somam também mesma quantidade de esforços, e geramos números que a matemática não compreende, pois de dois + dois somamos cinco ou seis (2+2=5 ou 6). Quem pensa diferente disto, certamente não compreende o que falo... Tens dúvida disto? Você acha mesmo que todo relação de trabalho que fizemos aqui neste espaço é um sucesso apenas meu? Sem vergonha e com modéstia, digo que este trunfo é seu, meu, do nosso colega ali... incluindo a Revista Bicicleta, Sociedade Audax de Ciclismo, POA Bikers, Federação Gaúcha de Ciclismo e outros colegas especiais da mídia, aos quais compartilho e absorvo informações. Pensa nisto... a gente é forte, mas pra ser muito mais forte é preciso unir-se a outros! Quando as relações têm qualidade e atributos, elas crescem juntas, quando não têm, elas afundam... infelizmente como uns e outros que padecem por aí. Não sou apenas um repórter fotográfico bem relacionado com este meio da bicicleta, pq nas ruas sou muito discreto, nada político. O que eu faço é ajudar quem posso, pq acredito nisto...