sexta-feira, 5 de julho de 2013

Fixed bike... Black Flea - Free Rider




 Muitas vezes me perguntei a respeito deste perfil de bicicleta sem marchas. É difícil entender como uma proposta completamente oposta ao desenvolvimento da versatilidade de relação de marchas possa ganhar um mercado. Principalmente pelas ruas de Porto Alegre, cidade que oferece grande quantidade de lombas. Se existe um produto, existe um mercado. Não há dúvidas sobre a procura por este tipo de bicicleta, mesmo pq para comprovar isto, basta ir as ruas! Dezenas ou talvez centenas delas circulam pela capital, possivelmente outra importante fração nas cidades vizinhas e cidades grandes, em exemplos de Pelotas, Santa Cruz, Novo Hamburgo... duvido apenas de Caxias, devido a grande quantidade de lombas. Mesmo assim, estas são uma febre,  vieram para devorar o mercado minimalista.
O modelo das imagens chama-se Free Rider, da Black Flea. Uma versão bem simples evidenciada por pedevela simples, conjunto simples mesmo! Simples com certeza de ser funcional... Nem sempre a simplicidade é diminutiva. Neste conceito, simplicidade liga-se com outras formas de pensar em bicicleta. Não dá pra dizer que não chama a atenção uma bicicleta destas, pq qualquer bicicleta chama atenção aos olhos de ladrões. Os cara roubam até fio de telefone... acha mesmo que não roubaria um veículo? Isto é impossível. O furtador quer... ele rouba mesmo. Não perdoa, e deixa em pedaços o coração do proprietário. Proprietário da bicicleta, proprietário de sonhos, proprietário de uma vida escolhida com base em princípios nobres. Ser simples é ser nobre... quem quer ou precisa de menos, gasta menos um planeta em crise sustentável. Onde ações publicitárias tentam descrever ecologia em grandes poluidoras, qualquer ação simples é realmente sustentável se for para evitar a partida do veículo, talvez até mesmo reduzir a produção automotiva. Aliás, esta complicado para o segmento automotivo, creio que agora ele entre em colapso de vez. Como isto é mais uma incógnita, resta aguardar, sem desejar o pior para economia, mas exercendo o desejo de cidadão, menos veículos podem se transformar em ruas mais tranquilas. Assim, todo ciclista sonha...

ps: bicicleta da Adventure Bike Shop.