quinta-feira, 18 de julho de 2013

Fita de guidão


 A instalação de fita no guidão de bicicletas road pode não ser muito fácil de fazer, mas é bastante viável. Na terceira oportunidade, certamente o ciclista já pegou o jeito e consegue fazer com excelência. O mais importante de tudo é que a fita seja bem distribuída e bem aplicada, para que não fique diferente um lado do outro, e também para que não fique soltando. Na GT Rave, uma de minhas modelos queridinhas, optei por este modelo que lembra um pouco a textura de uma fibra. A combinação estética é sempre pessoal. 
 Como não tenho muita ligação ou preocupação com questões de peso da bicicleta, optei por mandar um guidão de aço para a pintura. A cor escolhida foi preto brilho, em eletrostática. O preto combina com o quadro e contrasta com a fita escolhida. Guidão de alumínio no meu caso é uma preocupação desnecessária... quem colocaria um guidão de carbono em uma bicicleta com peso de 10 kg. Acredito que se a proposta fosse baixo peso, então o quadro seria de carbono, talvez um alumínio bem tecnológico, e neste caso sim faria sentido tal investimento e aplicação. Aparentemente, a bicicleta ficou bastante harmoniosa, de visual limpo, elegante, e confortável. A espiga elevada é sempre questionada ou comentada aonde eu for, mas lembro que conforto é tão pessoal como a cor que a gente acha bonita. O que fica bom para você, não fica bom para mim, e vice-versa... sou um entusiasta, não um competidor. A minha prova de fogo na bicicleta é a longa distância, e na atualidade, até mesmo 100 km são grandes desafios para mim. Mais adiante comento novamente sobre o conforto, se terei dormência nas mãos, ou se será apenas alegrias.