segunda-feira, 13 de maio de 2013

3, 2, 1, 0, -1, -2, -3... aonde vamos parar?

No trânsito, através dos veículos, este final de semana deixou o Rio Grande do Sul com um número alarmante de mortes nas estradas. Foram cerca de 25 mortes, número superior ao do feriado de páscoa. Algumas pobres mães ficaram sem seus filhos, justamente em data que se comemora a maternidade. Outros acidentes fizeram vítimas não fatais, mas alguma em estado grave. O trânsito esta matando mais que um vírus terrível, mais do que doenças cardíacas, mais que o crime...
Na medida em que a informação vai rolando, era para as pessoas criarem consciência, e assim ficarem mais cautelosas. Ao contrário disto, os motores aceleram mais alto, os carros estão mais silenciosos, e as notícias trágicas continuam brotando nos jornais. Em tempos de reflexão, refletir é preciso... seriam burros? Seriam incapazes de avaliar uma situação, ou mera irresponsabilidade com conhecimento dos fatos? 
Amanhã tem bicicletada nacional, você vai ficar de fora desta? Se sim, não há problema, faça uma reflexão em casa, converse com familiares e amigos... já pensou que uma conversa rápida pode ligar um botão de cautela, e poupar a vida de alguém próximo? Progredir é preciso... caso contrário, a contagem regressiva não vai parar no zero, ela vai pra o negativo sem poupar vidas!