sábado, 13 de abril de 2013

Contraste da realidade...

Optei por não ir a Rio Grande cobrir o evento da FGC, em questão, a terceira etapa do campeonato gaúcho de meio fundo. Com isto, ganhei um final de semana só meu, disponível para refletir e pensar nas coisas que gosto. Me afasto por causa da rotina de trabalhar durante a semana, também finais de semana. Existe um conforto entre um trabalho e outro, algo que a autonomia permite, embora o mês tenha consumido com muitos dos meus domingos e sábados. Peguei a Peugeot Turismo 3, que era de um tio, antes fora do meu sogro. Agora, na minha vez, faço a minha história com ela. Possivelmente, histórias mais intensas sobre bicicleta. De vez em quando passo perto deste local, pertinho da casa de meus pais. Aquele prédio a direita, meio cor de rosa, sombreado na imagem, trata-se de um presídio feminino. Nas janelas, as detentas espiam, gritam para quem passa na rua. Acredito que tal ação seja uma das poucas formas de passar o tempo... algo que somente alguém contido possa compreender. Não entendo, e pretendo jamais entender. Tenho pena... embora a sociedade condene e repudie. Imagine ficar preso pq você fez algo errado... alguém diz que você não tem direito de ficar solto. Se é justo ou não, não é disto que falo... falo da tragédia em uma vida enjaulada. O contraste pode ser refletido na imagem, onde a bicicleta representa tudo que pode ser em termos de liberdade, e o presídio exatamente em lado oposto. O céu azul e um solzinho em dia frio, pode complementar o sentimento... "use your ilusion" e apenas reflita. Tenho certeza que as escolhas são mal feitas, mas muitas são impensadas, e levam pessoas de todos os tipos lá pra dentro. Este blog tem um peso diferente... acho sim que muitas pessoas perdem oportunidades de reflexão. Cada um sabe o que fazer da sua vida, mas seres pensantes ou caçadores de respostas são incontroláveis. Eles pensarão assim, ou assado, e em algum lugar chegarão. Talvez este lugar seja dentro de si mesmo... A realidade em seu contraste tem faces diferentes para cada um. Vista da liberdade da bicicleta ou de dentro de um presídio, em extremos, eis apenas sugestões da variabilidade.