quinta-feira, 11 de abril de 2013

Casar ou comprar uma bicicleta...

Na edição 026, mês de março de 2013, tive uma surpresa. Me deparei com uma matéria que certamente possuiria um perfil muito especial para elaboração. A autora, Pâmela S. Padilha, ainda, praticamente um menina. Noiva de um grande amigo e excelente redator, certamente que foi estimulada por ele. Não é pra menos... prestes a casar-se, imagino que todo tipo de pensamento sobre uma nova vida, passa pela brilhante mente de Pâmela. Menina que conheci durante o Mundial Master de 2012, acompanhada do meu colega e amigo. Ambos de uma educação rara na atualidade... 
Quando percebi, lá estava... duas páginas de uma matéria que não poderia ser escrita por nenhum de nós, os marmanjos! É possível que a delicadeza feminina, radiante, ainda na idade que recentemente colocou a menina na fase da vida adulta, demonstre habilidades e visão especial. Algo que muitos já perdemos. Menina que pensa em trabalho, casamento e bicicleta, nas questões do seu lar com o amado. Coisas assim experimentamos apenas uma vez na vida. Se parecem as fases com degraus... primeira erguida da perna e estamos adultos, e já pensamos no amor, na sequência vem trabalho, coisas boas e simples da vida. Talvez exista um segredo por volta desta idade. Algo que descobrimos, e logo perdemos... como um galho verde que cresce, fica marrom, e endurece. A vida faz isto, faz parte e em toda fase há tanto de bonito e bom... apenas esquecemos de viver e saborear. Para quem ainda consegue ver brilho nestas histórias, recomendo que visite o blog de Pâmela. Casar ou comprar uma bicicleta, talvez pareça um conto de fadas... e me pergunto quando acabamos por nos sentir perdidos na selva de concreto, junto do cotidiano que me sugere uma imagem cinza. Casar ou comprar uma bicicleta? A autora tem razão, o melhor de tudo, é ter tudo junto. Visita lá...