quinta-feira, 28 de março de 2013

Ser uma pessoa melhor...

Fotografia: Egon Filter
Vou começar este post fazendo uma abordagem sobre a fotografia. Escolhi esta devido a estar me despedindo desta grande bicicleta. Esta fazendo mais ou menos um ano que fizemos as fotos para a Revista Bicicleta, reconstrução da TREK 930, em Cambará. A imagem foi tirada com minha máquina, pelo amigo e também fotógrafo Egon Filter. Alías, visite o site dele, pois é um fotógrafo que admiro e respeito muito. http://www.egonf.com/
Na foto sou eu, alguns já me conhecem. Dá pra ver que ali já conseguia andar de bike de novo, sem grandes problemas, pois já fazia um ano da queda, aquela que me deixou bastante prejudicado e abalado no início. Felizmente, fotos existem para lembrarmos. Meu braço esta forte, ficou um trauma que acredito ser mais psicológico do que físico, embora com o ombro caído, evidente quando tiro a camiseta. Tive muito medo, mas não desisti, e recebi muitas mensagens dos amigos e leitores do blog. Meu trabalho com a bicicleta só cresce, talvez seja fruto da dedicação, talvez positivismo da força do pensamento. Falando em fotografias, não deixo de refletir, pq é isto que acredito formar o conhecimento e o crescimento interior. Existe uma frase conhecida que Einsten disse e que gosto muito: "A imaginação é mais importante que o conhecimento!" Se você aprende as coisas através de estudo, e não sendo possuidor de imaginação, na prática poucas coisas você descobre, apenas constata. Se você for um estudante desleixado, mas um portador da imaginação, então você ainda poderá ser um grande profissional, artista, engenheiro, político, etc. A imaginação é mais importante que tudo... se ela andar de mãos dadas com o bom caráter bom de coração, o mundo estará salvo. É uma arma que deve ser usada para o bem. Fazer coisa ruim qualquer um faz... agora fazer algo bom, isto é difícil e deve ser valorizado. Quando alguém me pergunta se eu acredito em pessoas boas e pessoas ruins, digo que sim. Acho que existem pessoas que nasceram boas, outras ficaram boas, e outras lutam todos os dias para serem melhores. Acho triste, lamentável quando vejo pessoas insistindo no erro que deteriora as relações com o mundo. É tão mais fácil ser amado do que odiado, como pode existir alguém que não prefere desta forma? A poucos passos de completar 37 anos, tive um estalo que estou pertinho dos 40. Me sinto um guri, mas sei que não sou, embora prefira usar camisetas do que camisas, tênis do que sapatos, uma boa e confortável calça jeans... isto me parece juventude. E o bom mesmo é quando a gente consegue deitar na cama, dar uma olhada pelo pensamento... Como fui hoje? Na resposta: "Fui bem, fiz tudo certo!" 
Ser uma pessoa melhor é um exercício diário que podemos fazer, bastando entender como podemos contribuir ao meio, como arrancar um sorriso ou reação de surpresa boa de alguém. Isto é a cultura do bem,  aquela que alguns gostam de chamar de corrente do bem. Sejamos assim, pq é mais fácil, faz da vida mais doce. O prêmio é um sono tranquilo...