quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Fevereiro - um mês bom para bicicleta!

   Não dá pra negar que o clima esta estranho, e ao mesmo tempo espetacular. Alguns dias de calor extremo, teve muito vento, e chuva em janeiro, mas parece que as coisas estão normalizando. Ou sou apenas um esperançoso ciclo idealista? Aqui no RS tivemos e teremos provas da Federação Gaúcha de Ciclismo, também um UAF da SAC, e outras iniciativas menos oficiais e não menos importantes.      A bicicleta vive um 2013 cheio de oportunidades. Passeios noturnos, diários, semanais e do final de semana. Agora, temos um feriado de carnaval para os ciclistas. Para pessoas que não dão a mínima para bebida, samba e pagode, e se recusam a ver a audiência bombando por causa de mulheres nuas. "Ah, tu não gosta de mulher! Por isto diz isto..." 
   Quantas vezes a gente escuta estas besteiras? Lamento, mas meu estilo musical é o rock, o primórdio do sonoridade de bom gosto. Mulheres, bem, eu tenho a minha. Também não acho que colocá-las em exposição na tela da televisão vá deixar alguém mais ou menos satisfeito... a mulher da televisão é inatingível pelo espectador. Aquilo é pura provocação... não serve para nada! Em casas onde há casamentos, pode ser um problema. Quantas brigas já se viu por isto? Em país de futebol e carnaval, não se cutuca a massa. Deixa eles quietos, pois assim eles não ficam tão descontentes. Eu só quis me justificar...
    Para ciclistas de plantão, eis uma grande oportunidade de 4 dias. Pedalar sem rumo é tarefa para 4 dias... ou é preciso saber o rumo? Como queira o cicloturista, pois o importante é saber o que se deseja. Eu, talvez por falta de oportunidades, desejo apenas sair por aí. Pegar a magrela e dar uma olhada no mar... talvez pescar alguns papaterras. Visitar amigos é parte do plano... dormir a tarde também! Porque não trocar os horários para variar. Talvez pedalar pela manhã, dormir a tarde, pescar a noite... O carnaval é uma oportunidade marcada pela vida cristã, virou banalização e feriado. Para nós, indiferentes ao caos, pedalar é preciso para sorrir! abs