sábado, 1 de dezembro de 2012

Massa Crítica... elegante! E reflexões...

Imagens da Massa Elegante
 A Massa Crítica esta mudando... acho que evoluiu muito. O comportamento das pessoas esta se modificando, esta ficando de um grupo. As pessoas não estão mais pensando nelas somente, isto é muito bom! Ontem, durante uma saída de casa, ao retornar resolvi passar ali neste maior dos encontros de bikers que ocorre aqui na cidade de concreto dos gaúchos. Bikes diferentes, bikes antigas, ciclistas diferentes, ciclistas bem contemporâneos, ciclistas reunidos para divertimento e protesto. Existe a necessidade de pregar o conceito bicicleta na mobilidade, e esta é realmente uma grande oportunidade. Lamento que muitos ainda desconheçam a força e o real motivo de estarem ali, e com isto colocam a distância muitos dos ciclistas potencialmente urbanos que poderiam participar. Por outro lado, precisamos entender que é importante que as pessoas participem. E desde que algumas pessoas deixem de querer parecer que são líderes, ou relevantes e "pesadas" dentro do grupo, tudo será perfeito em favor da mobilidade. A insistência em permanecer no trânsito é uma ação que cria reflexões, as vezes negativamente, mas não podemos controlar o que pensam as pessoas, principalmente motoristas irritados. E muitos dos irritados, estão nesta condição por excessivos veículos no trânsito, do qual, fazem parte, sem dúvidas. 
A mudança nos comportamentos e na forma de ver as coisas é inevitável, ficando a pergunta para "quando"! Quando as pessoas pensarão uma nas outras, como em uma grande comunidade? Não há resposta ou possibilidade de precisar o tempo, mas as mudanças são gradualmente visíveis. Ou não seriam centenas e centenas de ciclistas em crescente número nas ruas de um Porto não muito Alegre? Temos que acreditar, e fazer! Os carros são necessários demais no cotidiano de muitos, e disto ninguém deveria duvidar, mas será que eles são necessários a todos? Cada um sabe o que quer para sua vida, e a decisão deve ser motivada e desenvolvida pelo próprio indivíduo. Se espera que esta explosão de imagens, ciclistas, e campainhas da última sexta feira possa gerar reflexões. Povo que pensa, cresce! Não é preciso instrução para entender muitas coisas! É preciso refletir! Ou não sabemos do que gostamos? Se sabemos o que machuca, ofende, o resulta em algo, podemos refletir. 
Esta Massa Crítica foi um tanto quanto "Elegante", flores, vestimentas com gravatas, vestidos, adereços e coloridos. Isto causa uma impacto mais forte que palavras... imagens!  As imagens, escolhi por um bom motivo, sempre. Imagem é tudo! Não?
As imagens descrevem e eternizam este momento. Onde o dia termina mais tarde, a luz é viável para uma fotografia as 19 horas. Isto, é um diferencial da estação. Uma garota pintando uma camiseta no chão do largo. A palavra é movimento... A massa é um movimento. Movimento de pessoas sobre bicicletas com a intenção de perpetuar direitos, de pedalar, de se como se movimentar. E afinal, não são tantas as imposições do mundo sobre os homens. Pagamos impostos sem querer, reagimos de acordo com regras, decidem por nós. E o que temos de direitos? Não temos segurança em meio a impunidade, não conseguimos pedalar como gostaríamos. Seria um exagero dizer isto? Enquanto não tenho certeza através do olhos de alguns, continuo na minha caminhada de andarilho refletindo sobre as coisas do mundo. Principalmente das coisas que não entendo. Coisas sobre a maldade, sobre os excessos de um governo que não dá coisa nenhuma... nem mesmo educação para um povo. Os governantes do PT que todo mundo achava que fariam coisas, nunca sabem de nada sobre corrupção de seus partidários. Todo mundo vivendo na terra de dorothy, pinóquio e sherek, mas mesmo assim, houve condenação. Talvez agora digam que foi armação, prenderam coitadinhos que enriquecem de forma a defender o povo. Estranho! E o que isto tem haver com bicicleta? Parece óbvio que a Massa é um movimento de libertação, ainda muito modesto, mas quem sabe se muitas mentes consigam a libertação, nem que seja delas mesmo! Parabenizo os ciclistas por insistir neste movimento, mesmo com tanta crítica. Aliás, crítica é exposição! Até logo mais...