quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Em tempos de renascer bicicletas... A história de mais uma Caloi Cruiser!

Qualquer entusiasta da bicicleta que se aventura em reconstrução descobre que é grande a dificuldade de trazer de volta uma bicicleta. Os desafios são sempre muito parecidos... não se encontra peças ao gosto, as vezes é a pintura que não é de qualidade ou tem custo elevado, e assim vai. Começando pelo quadro e partindo do zero, inicia-se um processo que ao meu entendimento é o pior de todos. O garimpo! Garimpar um quadro com valor adequado ao bolso, ou com possibilidades de ficar bonito (sem que esteja cariado, amassado, rachado, etc) é uma tarefa que exige paciência. E tem ficado cada vez mais difícil, pq ao que parece, muitos despertaram para a aventura reconstrutiva. Surgem muitos interessados, mas o frames viáveis não são tantos assim, ficando a escassez de prova para esta tarefa árdua da reconstrução. Raramente você encontra um bom projeto sem ajuda de amigos, sem esperar muito tempo. Inclusive pq atentos estão sempre garimpando por nós, para nos vender, e obviamente colocar uma margem em cima. O mundo é dos espertos, até mesmo na reconstrução de bicicletas. Não há como fugir disto, não há como frenar este processo evolutivo old school.
 Estamos em tempos de reconstrução, e nada fará  este "mercado" mudar, exceto se ocorrer o desinteresse. Depois de um ou dois projetos e sucesso realizados na Adventure Bike Shop, aos quais pude acompanhar, vi surgir uma avalanche de projetos similares. Na Adventure foram cerca de 10 projetos de reconstrução onde foram adicionados os cubos de marchas internas da Shimano, modelo Nexus inter 3. Este cubo de marchas esta revolucionando o mercado da reconstrução. Especialmente pq muitas das bicicletas são para passeio. O Bikes do Andarilho acabou sendo marcado por esta característica da reconstrução, de modo que muitos entusiastas passam por aqui. Visitantes de todo lugar do Brasil, outros 10% são dos Estados Unidos, uma fração equivalente compartilhada por cerca de 8 países da Europa, incluíndo obviamente, Portugal. O interessante disto é que existem outros ciclistas da reconstrução espalhados.
 Não é exclusivo do Brasil, óbvio que não! Também não é de hoje, mas é na atualidade que o Brasil desperta para esta atividade. Um hobby de duplo sentido, com a fase divertida de recuperar algo, e depois com outra fase que descreve-se pelo uso. Claro que algumas pessoas fizeram disto uma opção de uma segunda renda. Se há que compre, então também é importante destacar que nem todo mundo tem paciência ou tempo, ou vê diversão neste processo que envolve reconstruir. Prefere comprar de quem o fez, isto não é tão raro ocorrer. Nesta caminhada que pode ser acompanhada pela páginas deste blog, muitos dos ciclistas que se identificam, por vezes entram em contato.  Alguns buscam informações, outros, cumplicidade, assuntos off line, e até alguém para compartilhar o hobby. Infelizmente não consigo dar atenção a todos. Sempre posso, faço! Outras vezes, levo tempos até retornar, deixando para momentos mais apropriados. A bicicleta das imagens é um projeto de um leitor aqui do Blog. Ele tem divulgado e acompanhado o blog a algum tempo. Sendo este um grande entusiasta da bicicleta, resolvi compartilhar aqui as informações que ele passou. Reconstruiu este projeto que era sonho de presente de natal ainda quando era criança. Note que os aros são anodizados, como os que costumavam aparecer nos modelos de melhor qualidade da época. Então, segue o breve depoimento do colega. As imagens foram produzidas por ele, e gentilmente cedidas.  

"Sou Leonardo Perdigão, tenho 33 anos e sou de Juiz de Fora - MG. Nos anos 80, o meu sonho era ganhar uma Caloi Cruiser de Natal, porém os tempos eram difíceis e isto não foi possível àquela época. Desde então iniciei uma busca em oficinas de bicicletas no intuito de encontrar uma Cruiser, e encontrei em novembro deste ano. Comprei à por R$60,00 reais em um estado bem ruim de conservação. Daí então, iniciei um processo de reforma por completo, aproveitando somente o quadro, o garfo e as rodas. Adaptei 06 marchas (Shimano), e pintei em amarelo fluorescente, obtendo como resultado final A CALOI CRUISER DOS MEUS SONHOS! "