sábado, 20 de outubro de 2012

Vikingx FX50... fixed ou single!

    Aceitando uma proposta feita pelo Ricardo da Adventure Bike, peguei esta bicicleta e customizei ao meu estilo e entendimento. A Viking é uma bicicleta originalmente concebida para o estilo fixie / single speed, e nela foram aplicados os conceitos desta nova febre de pedalar sem marchas, ou até mesmo sem roda livre. Se há uma boa forma de entender um produto, neste caso uma bicicleta, esta maneira é sem dúvidas, através do uso. O teste, aqui neste bloguito, já é um identidade. Podemos dizer que este espaço é único nesta linha de atividade. 
Em meio a oportunidades, a submissão de testes de um produto, acaba gerando algo interessante para quem esta procurando algo semelhante. Então, assim como nos posts sobre reconstrução, este deve ser um outro assunto que deve agradar a muitos que por aqui passam os olhos. Queria deixar claro que este tipo de trabalho requer a aquisição de materiais, e que isto tem um alto custo para mim... que sou o idealizador do blog. Muitas das bicicletas, dos produtos, dos componentes e acessórios são realmente comprados.
A pergunta que alguns fazem é se vale a pena. O que você acha disto? A verdade que do ponto de vista econômico, isto pode parecer desnecessário. Não vale a pena se você estiver pensando que depois preciso vender o material, e que dificilmente recupero o valor real investido. Felizmente conto com os apoiadores que aparecem ao lado esquerdo do blog. Estes, auxiliam financeiramente, mesmo que de forma simbólica, este trabalho que venho fazendo. Enfim, deixando a choradeira de lado, vamos ao que interessa, ao assunto desta bicicleta. 
 A Viking foi personalizada... cada ciclista tem suas conclusões sobre o estilo. Preferência é algo tão pessoal... realmente é indiscutível. Optei por trocar as rodas, acho estas mais interessantes para rodar a cidade. Pneus finos demais seriam facilmente perfurados ou cortados devido a elevada pressão e as más condições do pavimento das vias desta Porto Alegre. Pneus maiores e o conforto aumento! O pneu de medida 700 x 38 passa pertinho da ferradura traseira e do quadro. Na dianteira esta folga ficou maior.
Outra alteração que muitos devem se perguntar... é sobre as blocagens. Optei em não carregar uma chave de boca. Prefiro as blocagens de alavanca removível. Dificulta o roubo, e a peça que preciso carregar é menor que um pilha palito. E então você deve achar que é fácil de abrir as blocagens. Contudo afirmo que é muito difícil achar algo que entre no encaixe da blocagem e que tenha dureza suficiente para permitir a ação de acionamento. Não achei nada que fosse possível, até mesmo chaves de fenda bem rígidas entortam antes de poder abrir.  
O fato é que a chave original desta blocagem é de um aço muito duro, tratado termicamente, e por isto o grande endurecimento. Isto foi uma boa decisão. O ladrão precisa possuir uma alavanca de blocagem no bolso, caso contrário ele não poderá abrir e furtar as rodas. Eu acho que se eles quiserem roubar, eles sempre roubam. Não dá pra se preocupar demais, pq o ladrão sempre dá um jeito. 
O guidão da bicicleta optei por um de formato urbano, quase estilo um morcego, de alumínio. Manoplas de instalação rápida, permitem a substituição de peças do guidão sempre que julgar necessário. Pode ser útil se eu passar a bicicleta para fixa sem freios, assim, aquele serviço trabalhoso de remover tradicionais manoplas é realizado com a ação de dois parafusos tipo allen. Não curti muito este negócio de corrente pintada de branco, mas veio assim... e depois quando precisar limpar ou substituir, então farei como acho melhor. O pedevela da bicicleta foi substituído por um shimano com única coroa de 42 dentes. De cor preta, acredito que ele tenha ajudado a deixar a bicicleta um pouco mais discreta. Agradecimentos ao Carlos Horn (Tchaka) pelo serviço de adaptação, montagem, centragem de rodas. Não esqueço da Adventure Bike Shop (Ipiranga em frente a UFRGS / próximo do planetário), pela oportunidade de refletir e vivenciar momentos de um conceito tão cheio de "personalidades".