segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Downhill Urbano do Vinho - Imagens!

Fotos oficiais da FGC
Não havia dúvidas de que o evento seria um espetáculo de sucesso! Quem participou desta grande festa no ano de 2011, tinha consigo a certeza de que havia tudo para ser outra grande oportunidade de ver "meninos voadores". Felizmente ninguém machucou-se de forma grave, mas obviamente ocorreram tombos. Não dá pra esperar que todos voassem sem um mínimo erro. Seríamos hipócritas se acreditássemos nisto... é como jogar na loteria, alguém sempre vai acertar, nesta, ou em outra oportunidade.
Dentre os presentes, pilotos de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e até mesmo um eslováquio! Filip Polc, nome muito conhecido no mundo do downhill, estava presente para prestigiar o evento que teve apoio da Red Bull. Polc é realmente um grande piloto. No qualify ficou com o segundo melhor tempo, e na oficial ficou em primeiro. Ele, e o Menino Fantasta, Lucas Bertol, estiverem afastados por apenas 3 centésimos de segundo na oficial. Aliás, pouco atrás estavam diversos pilotos Brasileiros que sempre estão no pódio. O lendário Markolf, seguido de Zottis e Cenci, fizeram o espetáculo. Nesta vez percebemos algo valioso no Downhill, onde um piloto da Junior da ADHV, Alisson Mattje, de 16 anos, teve tempo 2 segundos maior que Bertol e Polc. Isto diz para todos que o Downhill esta plantado, e no esporte há um futuro para colher. Em sua categoria, Alisson não tem concorrentes... tanto que o pódio tem sido sempre dele. Não que os demais pilotos da Junior não sejam bons, mas sim pela superioridade do menino da cidade de Portão. O downhill reserva muitas surpresas para o mundo da bicicleta. Um esporte que cresce tanto, ganha a atenção de apoiadores, patrocinadores e novos entusiastas. Este crescimento pode levantar a bandeira bicicleta.
Mudando de assunto, a FGC teve sua GOPRO Hero 2 roubada durante o evento. Em todo evento de grande porte tem acontecido um ou outro furto, isto nos diz que devemos dar atenção para o problema. Quem sabe se todos nós, da comunidade ciclística, podemos cuidar melhor uns dos outros e por fim minimizar os prejuízos, ou até mesmo desmascarar os malandrinhos infiltrados. Deixo este alerta para refletirmos sobre este problema, que se repetiu em SC no Mundial Master. Todo ano é a mesma coisa... palavras do escrivão da Delegacia de Bal. Camboriú. Não são ETs que estão em nós, são malandrinhos furtadores.
Fecho a postagem agradecendo a ADHV, a FGC, e a Revista Bicicleta pelo apoio. Parabenizo a ADHV que fez um ótimo trabalho. Com pequenas melhoras pode surgir a capital nacional do Downhill. Não duvide!