sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Massa Crítica dos 20 anos

Massa Crítica - fotos
 Um tanto quanto complicado... sempre tenho muito receio de estar e falar da Massa Crítica. Vejo que a intenção é algo muito positivo, unir forças! Contudo, sempre há o porém, e neste porém estará a parcela de prejuízo. Há muito para valorizar ali, mas ocorre também mais de um problema. Nos rostos de uma maioria, o sorriso mais sincero que pode existir. Aquele que alimenta a alma e que obviamente é gerado pela maior invenção do homem. Não preciso detalhar que a invenção é a bicicleta, mas sempre existe alguém recém chegado! Encontrei algumas pessoas das antigas, outras de recente oportunidade, e outras jamais havia visto. Sempre tento passar alguma mensagem de otimismo, com a cautela de não forçar a barra para nenhum dos lados... pois muitos sabem, o extremismo não mora aqui nas páginas deste blog, nem nas páginas da Revista Bicicleta, tampouco naqueles que continuam mostrando que a bicicleta é gentileza sem derrubar o direito alheio. Vi coisas bonitas lá... pessoas simples, pessoas interessadas, algumas são políticas, mas o que fazer? Parece que todo mundo corre atrás de algum interesse, em troca de algo. Talvez até eu... fui lá pq tinha interesse em registrar algo diferente, eternizar algo que para mim tem valor. A fotografia é um sentimento! Poucos entendem isto, sem qualquer intenção de menosprezar aqueles que entendo desconhecer este detalhe da imagem congelada no tempo. Matematicamente não há uma foto no mundo que seja igual a outra, posso provar sempre que for preciso. Em algum lugar, alguém começou algo chamado de massa crítica, e que hoje faz 20 anos. Uma boa idéia, se levada adiante com respeito, sentimento, e estratégia. Gostei de ter ido... algumas coisas ofuscam o brilho. Tipo dois ciclistas distantes um do outro, ambos visivelmente embriagados, sendo um deles uma moça, que em seu zigue zague ciclístico quase me derrubou. Deveria um ciclista estar embriagado quando estamos ali a ambicionar por direitos? Reflexões, algumas direcionadas, e talvez o mundo possa ser salvo, mas não quando o assunto é condutor de qualquer veículo e bebida alcoólica. Pense... e lute, afinal, tem 20 anos que alguém plantou uma semente. Será que deu certo? As imagens estão linkadas abaixo da primeira foto.

Roberto Furtado