quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Coroa escapando na filha de Éolos... Oficina nela!

 Para quem lembra, esta é uma TREK 470, comprada no Dudu Bike em 2011. Fiz umas postagens abordando algumas questões do uso, e a bicicleta chamei de filha de Éolos. Alguns ciclistas devem lembrar... já tem algum tempo esta história. O fato é que a coroa do meio esta bem gastinha, e se der uma forçadinha escapa. Então resolvi que era o momento de fazer algumas tarefas neste brinquedo rasgador do vento. A coroa já troquei, e levei as rodas para trocar os cubos. Os cubos que eu tinha nestas rodas, eram muito novos, comprei em 2008, e usei pouco. Como são cubos importantes para um novo projeto que surgirá dentro de algum tempo, resolvi aproveitar a parada desta bike para substituir os cubos. Pedi ao Tchaka que fizesse esta substituição por uns cubos 2200 da shimano, pois estes também são polidos e deixarão a bike com a aparência old school e ao mesmo tempo abandonado.

Estou aguardando para começar um curso de operador de câmera, e já vi que neste curso poderei ir de bicicleta. A bicicleta ficará meio exposta aos olhares de quem passa nas imediações, esta será perfeita. A coroa que preta, será substituida por uma de aço zincado. Com ela, embora seja uma grande bicicleta, estarei tranquilo, pq a aparência descreve algo bem velho e isto afasta os bandidos. Ou pelo menos é isto que espero. Gastei um pouco na compra, outro pouco na desmontagem e remontagem, agora com algumas peças trocadas fica mais interessante. Espero realmente que ela não perca este ar old school detonado. Pensei em alterar espiga, ou guidão, mas isto até não me incomoda tanto.  Afinal, se o conforto não é tão prejudicado, a vantagem do péssimo visual traz um outro conforto, este tal de não ser atrativo aos furtadores de plantão. Em todo lugar, toda hora alguém tem sua magrela roubada. Se fosse um único ladrão, este cara estaria rico! 

Roberto Furtado