sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Sobre revitalização de bicicletas!


Na edição 019 da Revista Bicicleta colocamos em pauta o assunto de revitalizar bicicletas. Ocorreram críticas bem construtivas sobre o assunto, alguns leitores enviaram mensagens dizendo que haviam se identificado com o tema. Com isto, como já era plano meu e consentido pelo Editor, fizemos uma nova matéria referente ao assunto de trazer uma bicicleta de volta a vida. A reconstrução de uma old school é o trabalho desta edição 020 (talvez 021, pois não lembro agora). Desta forma, estamos a estimular o leitor que possui uma old jogada na garagem, e que não tem coragem de começar uma trajetória revitalizadora. Ninguém entra neste processo pq é mais barato, ou pq é mais fácil do que ir a loja comprar uma bicicleta nova. Entra nesta empreitada alguém que valoriza a antiga bicicleta, por qualquer motivo que seja. Isto você pode ver e ler na Revista Bicicleta, e creio que ocorram mais histórias como esta. Estou em fase de decisões quanto ao novo projeto... se este vai ser de uma dobrável, ou se de uma confort bike da década de 70. Em qualquer das opções cogitei o uso de um cubo de marchas internas, correndo atrás de tendências. Não posso garantir nada, até que realmente decida... neste caso, a decisão é quase uma influência divina, possivelmente de Éolos, que para mim é o deus da bicicleta. O dono do vento é o admirador da bicicleta! Éolos permite que a bicicleta lhe dê o vento no rosto... 

Roberto Furtado