quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Bike Expo 2012... Bicicletas Antigas?




Seria estranho observar um stand com bicicletas antigas em um salão da bicicleta moderna e com intenções comerciais? Sim, é possível que muitos tenham pensado desta forma. Contudo, tal iniciativa de um expositor demonstrar produtos antigos, restaurados, e raros, permite que façamos uma linha do tempo entre o passado e o presente. E desta forma é possível refletir sobre o futuro. Bicicletas antigas como uma centenária fabricada em madeira (inteiramente), ou uma já nem tão antiga onde a mistura de aço e madeira traduz algo de refino e evolução para um período muito distante. Acessórios que pertenciam as bicicletas, como buzinas estilizadas que só se via no passado, ou faróis a querosene (ou outro combustível da época), dentre outros caprichos tão afastados do agora. A antiguidade permite a reflexão... as vezes, algo não deu certo! Talvez a tecnologia ainda fosse tão arcaica, por outro lado a intenção era muito melhor. Fazer algo para durar... será? Para durar sem que houvesse uma tecnologia mínima, geraria uma necessidade de evolução e abandono deste projeto antigo. Agora sim deveríamos ter tal preocupação! Temos tecnologia, entendimento, e motivos de sobra para produzir algo durável. Se não for por uma economia global, que seja por sustentabilidade. Pode ser? Então pq ainda ficamos tão focados em descartáveis, plásticos, baixa resistência, etc Em nível competitivo do esporte, durabilidade vai contra o peso dos componentes. Afinal, que confusão... mercados tão distintos. Nas pistas uma tendência, nas ruas outra... tecnologias que se alimentam, trocam informação! Funciona, não funciona... conceito antigo, novo, pensa tudo novamente para chegar em algo produtivo! E o preço? Ficou caro... é tão difícil entender o mercado! De qualquer forma, foi ótima a participação de olds na feira. Elas nos fazem refletir... e cá estamos!

Roberto Furtado