domingo, 29 de julho de 2012

As quentinhas do Brasileiro de Downhill 2012... espetáculo!


Começando pelo início... teve muita gente que gostaria de estar lá, mas sabemos que nem sempre é possível. Então vou tentar detalhar o que achei importante, mas vou enfeitar ao estilo do Andarilho! Partindo do meu ponto de vista... segue! Acordei as 4:20 da matina... noite escura, fria, úmida, e chovia demais neste momento. Sentei na cama, e fiquei meio sem acreditar. "Não é possível que vai cair uma tromba dágua destas no dia do brasileiro de downhill!" Esperei a cabeça iniciar os processos de sinapse, pois estava tipo windons recem ligado e cheio de atualizações pra fazer. Fui na cozinha, cafézinho, dá remédio e comida para cachorra da esposa, blábláblá. E a chuva? "Apertou... putz, não acredito!" Me ajeitei, peguei material, filmadora e máquina, entrei no carro. Fui abrir o portão automático, e a "&*$#@" não abria! Era tanta água que molhou alguma coisa no portão. Já estava achando que não era pra ir. Liguei o rádio e fiquei tentando, e pensando. Será que não é pra sair de casa? Vou me arrepender se não chover durante a prova! Tentei mais uns minutos e a naba do portão abriu. Ufa! Deitei o cabelo para a estrada, devagarito, pois tinha muitas ruas cheias dágua. Cheguei cedinho na prova, chuviscava, apenas uns pingos. Arrumei tudo, subi com o caminhão e fui descendo a pista junto com os ciclistas. Molhada, boa... alguns trechos ruins, nada que os melhores não tirassem de letra. Alguns meninos, voadores, passavam lotado jogando água suja pra cima. Trilha longa com mais de 2100 metros. Cansativo de fazer a pé! Estou com as pernas moles agora! Durante toda prova teve cenas bonitas. De amizade, das relações de irmãos de outros Estados do Brasil,  outros países, tinha gente de muito lugar diferente. Teve uns tombos engraçados, alguns sabiam aproveitar a inércia do tombo. Teve um carinha, que não lembro quem foi, mas conseguiu cair dois metros antes da chegada, e saiu rebocando a bike. Praticamente não perdeu tempo... bonito de ver aquela ajeitada de mestre! Teve algumas luxações, como do Menino Gabriel... que luxou a mão direita. Pena! Osso do ofício, como sempre digo. Na próxima ele estará forte novamente. Markolf foi show, destaque com a terceira colocação, ficando na frente de Zottis, e atrás do nosso menino Fantasma (Bertol)! O mineiro Bernardo detonou... foi o último a descer! Desceu tão rápido que assustou, praticamente foi cuspindo do duplo, voava como uma ficha arremessada. Parelho, firme, estável, mas rápido! Nem promessa é, já mostrou que era o destaque ficando 7 segundos na frente do segundo colocado! Foi emocionante, do queixo caído! Cerimônia de premiação nota 10, espetacular organização da FGC e da ADHV. No pódio, meninos voadores e sonhadores... vi com estes olhos que captam e eternizam imagens, meninos que choram de emoção em seu playground. Emocionados, Markolf, Bortolozzo, e mais algum que não recordo. Bonito de ver... felicidade em presenciar atos tão humanos e ciclistas! Parabéns a todos!
Amanhã, todas as imagens estarão no álbum... farei um post só para divulgar as imagens. Um boa noite de Domingo espetacular para todos.

Roberto Furtado