segunda-feira, 25 de junho de 2012

Sobre a segurança em bikes...


Este post tem uma finalidade incomum... Não vejo ninguém escrever a respeito, talvez pq este tipo de abordagem seja para alguns desestimulante. Será? Ou apenas desinteressante a quem lê. Seja como for, no papel de amigos de muitos, de fotógrafo com a alguma capacidade de espalhar a informação, sou obrigado a levantar questões relativas a segurança. Para a grande maioria, a vida biker tem duas finalidades. Sendo uma delas o entretenimento, onde os finais de semana podemos subir nas bikes e extrapolar os limites que durante a semana é impossível devido ao cotidiano agitado. Outra é do deslocamento, a tal mobilidade urbana. Em ambos os casos devemos nos cuidar, se não estamos voando alto ou voando baixo, literalmente para aqueles que atingem grandes velocidades independente da modalidade de bike escolhida, estamos sempre na condição do acaso... acidente é uma loteria da realidade próxima. Quem ainda não se machucou? Sempre há o risco... 
Final de semana de diversão, no DH com a turma do BPG, Carlinhos deu belo susto na turma. A turma fez certo, chamou a SAMU e evitou qualquer agravamento decorrente do tombo. Amigo é isto aí... Cuida! Felizmente não foi nada além da mão luxada e uma unha quebrada. Lá em São Leopoldo deu tombo feio... direito a luxação de ombro, coisa que muitos já conhecem e que as vezes afastam alguns por até 6 meses. No trânsito, o problema pode ser ainda maior, dependendo de qual "monstrorista" esta por perto durante o trajeto. O apelo que se faz através deste bloguito, popular meio de comunicação, é para que cada um cuide mais. Prestem atenção, fiquem ligados no trânsito, no colega de bike que esta distraído, ou no pedestre antecipado ao atravessar a via... parace ser algo que não adianta, mas isto depende somente de quem estiver lendo. Reflita sobre cuidados. Não é para ter medo da vida ou da bicicleta, mas sim para evitar algum acidente que afasta a bike de nossas vidas, mesmo que temporariamente. Todo cuidado pode garantir uma vida divertida sobre a magrela. O processo de maturidade que nos impede de cair, ou minimiza as probabilidades, surge com a reflexão e com a vivência. No DH isto é complicado, pq eles voam mesmo, e não dá pra saber se o agente causador da queda é uma raiz, pedra, ou simplesmente areia. Cuidem uns dos outros... somos uma grande família da bicicleta.
Em tempo, as fotos da Prova de Meio Fundo de São Leopoldo estarão visíveis hoje a tarde, pq logo mais estarei em aula. Serão aproximadamente 500 imagens.
Bom dia e uma excelente semana a todos. 

Roberto Furtado