quinta-feira, 31 de maio de 2012

Reconstruindo uma GT Rebound 1997... pra não perder o hábito!






Na semana passada resolvi assumir mais este desafio... um desafio divertido, sem sombra de dúvidas. Havia dias que aqui não se falava em reconstrução, então quando achei este GT de tamanho 16" resolvi matar no peito. Inicio pela descrição do material. O quadro é um Cromoly main tubes, para caixa de direção over size, ainda esta com pintura original, mas a mesma já apresenta riscos e oxidações. Para melhor conservação do material, após conversar com o amigo Tchaka, resolvi desmontar tudo e encaminhar a pintura. A pintura é a maior novela disto tudo... demora para receber de volta, e tem um custo elevado para uma pintura de qualidade. Muitos conhecidos estão levando as bicicletas em um lugar próximo da FAPA em Porto Alegre, mas depois e um, dois e outro incidente neste prestador de serviços, resolvi trocar. Não dava mais... qualidade nem sempre boa, as vezes 20 dias pra entregar um quadro, e ainda por cima em duas oportunidades amassaram os quadros. Paciência tem limite... e foi por isto que resolvi apostar em uma indicação que pode ter custo mais elevado, por um serviço de qualidade bem melhor. Já pintei dois frames neste último local, e fiquei muito satisfeito (exemplo da TREK 930). Apostei nas primeiras imagens do frame sobre uma pilha de madeiras velhas, justamente para criar um contraste de abandono. Já arrumei um garfo de Cr-Mo da época para a magrela, espiga aumentada recentemente. Sei que o custo, muitas vezes, supera o caixa disponível, contudo penso que depois alguém possa aproveitar bem este belo exemplar da década de 90. Imagino que esta bicicleta seja perfeita para meninas, ou rapazes mais baixos... devido ao raro tamanho 16". O frame em termos de conservação é um dos melhores que já encontrei, possuindo integridade total dos tubos, e as terminações estão lindas. Trata-se de um quadro forte, que hoje tem 15 anos, e devem durar outros 30 anos nas mãos de um dono cuidadoso. Cogitei em reconstruir e presentear a esposa, mas não vou me iludir... ela não pedala mesmo! Sonhar é bom, mas exagerar já seria um excesso da fantasia de um biker.
Sobre a cor, que já ia me esquecendo de comentar... aceito sugestões de possíveis interessados. O projeto vai ter valor final entre 800 e 1000 reais, os candidatos (as) podem escrever para betofurtado@gmail.com
Bom, "mãos na obra" e segue... 

Roberto Furtado