sexta-feira, 20 de abril de 2012

Fim de semana com a 3ª Etapa do Campeonato Gaúcho de Downhill


Agora é a vez de São Vendelino... A terceira etapa do Campeonato "Gaudério" de Downhill marca mais um momento importante para o esporte que cresce como não ocorre em qualquer lugar do Brasil, de acordo com Marcos Lorenz. Entre o dilema se estes meninos voadores são pilotos ou  ciclistas, correm as boas línguas de que as melhores provas do Brasil acontecem aqui, na pontinha sul do Brasil. Notável é também que um estado tão pequeno colabore com números importantes para a produção e economia nacional. O RS, de acordo com a FIERGS, é o segundo maior polo industrial do País. Também se destaca por assegurar que suas tradições não se percam entre as novas gerações que escutam música estrangeira ou até mesmo nacional, nem sempre de qualidade. Que papo mais vetereno... tem gente que diz pra mim: "Roberto, até conhecer-te pessoalmente pensava que tinhas uns 50 anos."
No papel de blogueiro, e ainda ontem elogiado por um colega, senti-me muito feliz... e mais ainda na obrigação de fazer os esportes da bicicleta, bem como as culturas envolvidas nela, e até mesmo nas tradições "gauderianas", crescerem com o respeito, a liberdade e com a teoria de fazer sentido para tudo que amamos. Inserir novas culturas é importante para crescermos, mas o local onde nasce uma cultura deve ser preservado. Aqui no Sul somos vistos como bairristas, e me preocupa muito se no resto do país as culturas estejam se perdendo, como parece uma tendência do Rio Grande do Sul. Não esqueçamos, "povo que não tem virtude acaba por ser escravo!", diz o hino do Rio Grande. Não adianta fazermos parte de um futuro espetacular, se não soubermos como nos comportar, o que apreciar, ou se não tivermos histórias bonitas pra contar. Não deixemos que nossos culturas, novas ou antigas se percam... Hoje nasce uma cultura forte no downhill, assim como ocorre com as tais corridas de rua, informais, chamadas de alley cat. Culturas importadas, adaptadas ao nosso perfil. Isto é cultura! Que seja o Downhill do chimarrão, ou o Alicate do chimarrão, mas sejamos verdadeiros em nossa história. Sejamos  mais que os gringos do exterior. Mostremos pq o Brasil é um País capaz... se começar aqui no RS, ou em SP, pouco importa, pois o importante é começar. Sejamos bairristas em termos de País. Em breve seremos visitados por muitos estrangeiros, e uma boa imagem fala mais que um milhão de palavras. 
No domingo estarei com o pessoal do Downhill, festejando mais um dia histórico para este esporte. Quem não conhece, deveria. Abrir os olhos, nos leva a novos horizontes...

Roberto Furtado