quarta-feira, 14 de março de 2012

Forte chuva prejudica a mobilidade de Porto Alegre

Estranho, mas ontem abordei o assunto da mobilidade urbana caótica, e hoje caiu o mundo. Voltava hoje da faculdade, e já havia recebido um "torpedo" sms da esposa. Perguntava se estava tudo bem. Não imaginei que durante a manhã estivesse a cidade sendo tão castigada pela chuva. Perto do aeroporto havia uma tranqueira com muitos motoristas que desviavam pela direita pq temiam que a profundidade fosse grande demais para o veículo. Quando abriram espaço, eu, naquela condição empolgada quase imaginando que estivesse de bicicleta, engatei a primeira e passei com água na porta do carro um trecho com mais de 100 metros de extensão. Imprudência, pq poderia haver um bueiro destampado, aquelas coisas que a gente só pensa depois que acontecem. Felizmente passei por outro alagamento, talvez profundo igual. Na sinaleira fiquei a refletir, e se estivesse de bicicleta? Se estivesse de bicicleta, certamente colocaria a mesma na calçada e passaria por aquele trecho complicado. Bicicleta é também solução em momentos de alagamentos. Não dá "calço" hidráulico na bicicleta, não impede de retornar ou pegar a calçada, tampouco assunta em outros pontos de vista. Bicicleta é solução para mobilidade urbana, inclusive em alagamentos. Bom, vou tomar um café e ir pra aula. Roda pra frente...

Roberto Furtado

Nenhum comentário: