terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Cambio Traseiro do Garimpo... pra não esquecer o passado "Old School"!

Shimano Acera X

Shimano Exage 300 LX

Nesta estrada de sonhador restaurador, fiquei "gerando" um estoque rotativo de peças old school. Uma caixa e várias peças que são a salvação de um projeto. Difícil é encontrar estas em bom estado. Estas acima, apresentam alguma folga, mas nada que seja o fim... Estas peças vão longe. Na verdade, contarão no futuro como evoluiu o mtb, já que do meu ponto de vista pertecem a primeira geração de componentes de qualidade, funcionais, indexados, e acima de tudo... compatíveis com a era atual. Estas entre outras peças podem ser menos rápidas que as atuais, também são mais duráveis, e diferentemente belas. Algumas possuem certos recursos, como este exage 300 LX que na fixação de cabo de câmbio, possui um dispositivo com mola que impede que o dedo pesado do ciclista desregule precocemente o conjunto de cambio. O segredo é uma mola, que passando do limite de curso, ela cede,  assim preservando o conduíte. Interessante, não? Hoje, isto é lenda... acima, então, se apresenta um dos cambios da shimano "eu sou a lenda!" Do tempo em que se projetava coisas para durar mais, talvez fosse uma colaboração inconsciente de sustentabilidade, ecologia ou outros conceitos que ainda surgirão em relação a preservação do planeta.
Hoje é possível dizer que se chegamos a  tanta tecnologia de componentes, devemos isto a geração 90's, precursora da atualidade. A agilidade e precisão veio desta época... os garotos corriam, meninos zuniam no asfalto com peças index, e se escutava o "tac"de cada engrenada da corrente ao comando do rapid fire. Aliás, rapid fire era outro termo... estes eram também muito bons. Se colocares um old school de boa qualidade com um cambio traseiro de mola de ação rápida, como um SLX, XT, ou XTR, bem, ouvirás o mesmo som daqueles tempos. Lendas... lendas que alguns viveram, sobreviveram para contar. Naquele tempo, meninos que hoje são homens, tinham tanta irresponsabilidade que se largavam em qualquer ladeira... e não tinha este lance de suspa com 100 mm de curso, downhill menos ainda. Os meninos era loucos... mas felizes! Lendas de uma era bicicleta, no túnel do tempo!

Roberto Furtado