segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A última etapa do Campeonato Gaúcho de Downhill... 2ª Parte!



Este post demorou um pouquinho, mas é final de ano, e parece que todo mundo esta com a corda no pescoço no assunto tempo. Faço este com gosto pq tenho me divertido nas provas de downhill, pelas pessoas, pelo clima, pela oportunidade de ver bikes que saem do chão. Algumas voam alto, outras ficam mais tempo sem tocar o solo... e é bonito de ver também, aquelas que arrastam o pneu na terra, levantam pó e quase desmascaram as leis da física. Garotos felizes... alguns com barba branca, serrada, então nem tão garotos assim. Alguns vem de longe, passam horas viajando, como os catarinenses, nossos irmãos aqui do lado. Encerramos o ano, e se fez um laço entre este blog e a modalidade de mtb, a mais radical delas, ao que parece! Fico feliz de saber que é de interesse da FGC em me manter alinhado com as provas, para que eu eternize, e conte a história do ciclismo gaúcho, oficial, no papel ou nas redes desta estranha forma de comunicação que dominou o mundo. Meninos... homens são homens quando montam famílias, quando trabalham, mas quando vão para cima de uma bicicleta, são meninos! É muito bom fazer parte disto, eternizar, estou apredendo, quase congelo o barro voando, por vezes consegui! Mundial Master de BC (Balneário Camboriu), no próximo ano estarei lá, em sua última edição. Ansiedade é a descrição quase próxima da perfeição para descrever minha presença em terras distantes e coloridas. Aquele azul do mar, sol, verde da mata, ciclistas coloridos voando, trocando palavras em idiomas que desconheço. Aqui, em terras gaudérias, o gauchês reina e expressões aparecem. É muito importante ser parte de uma cultura, somos o que nosso passado desenhou, somos os nossos velhos, um chimarrão aqui, em outros estados outras belezas e tradições.
A alegria de conhecer o downhill dos pampas! Eis o que posso dizer, que gira por aí que este tem sido sem sombra de dúvidas o mais belo downhill que gira no Brasilzão. Palavras de ciclistas de outros Estados, como Paraná, São Paulo e Santa Catarina. Deppois do 1º Downhill Urbano do Sul do Brasil, o Downhill Urbano do Vinho, uma nova estrada nasceu para sabe lá onde passar. Talvez virar o esporte mais popular, talvez o mais brilhante... o futuro é quem dirá!
Fico por aqui, deixando meus claros sentimentos pela família DHzeira dos Pampas, e roda pra frente pq logo ali tem mais. O ano 2012 promete, para a bicicleta, e o Bikes do Andarilho estará lá para registrar!

Roberto Furtado