sábado, 24 de dezembro de 2011

Pneu cortado, fita antifuro e criatividade para o blog...




O que faz de um blog de bicicleta um blog diferente ou visitado? Esta pergunta me faço todos os dias... penso que para levar adiante a idéia bicicleta, precise o autor ser: justo, criativo, insistente e um fotógrafo mediano. Viver a histórias o u ter a prática da realidade do mundo que pretendes descrever é uma necessidade. Muitas vezes vejo pessoas usando palavras incomuns, afirmações complexas, frases de difícil entendimento. Não acredito que esta complexidade possa ser um diferencial. Como atingir mais pessoas se usarmos palavras complexas... como já descrevi algumas vezes, na complexidade a vida se perde. Isto serve para a vida, para a palavra a pregar (ideais) e todo tipo de questão onde buscamos atingir mais pessoas. USar palavras complexas pode me levar a elevação aparente do conhecimento para pessoas que se impressionam facilmente, mas deixaria de atingir outras tantas. De fato, não uso palavras complexas, não tenho o hábito, pq acredito em simplicidade de comunicação para meu cotidiano e para atingir também a maioria. 
Outro dia, no passeio noturno, depois de pedalar alguns km em Porto Alegre, paramos eu e Raul em um posto de gasolina. Frequentemente paramos com amigos para tomar uma coca-cola e prosear. Falamos de assuntos diversos, e este contato que a bike oferece é muito importante. Permite que a vida moderna ofereça um momento que te leva ao passado, quando as pessoas ainda conversavam. Copos na mão, bicicletas ao lado... conversa daqui e tal, e Raul chama minha atenção. "Beto, este teu pneu esta cortado!" Logo olhei surpreso com o tamanho do corte no pneu. Pasmo, com a largura do corte no pneu 26 x 2.1, enxerguei a abertura e o algo que julguei ser uma camada interna do pneu. Dia seguinte, levei no Tchaka para fazer uma reparação. Tchaka, maior boa vontade do mundo mesmo com pencas de bikes para arrumar, desmontou a roda e disse: "Beto, não é camada interna, é a câmara mesmo! Ficamos surpresos que a largura do corte pudesse não colocar para fora a câmara, e também de tê-la preservado. "Bacalhau" colado internamente no pneu que tinha pouquíssimo uso, mr. tuffy original instalado, e pau na bike! Tudo voltou ao normal, pneu quase normal, exceto pelo bacalhau que talvez reduzisse o desempenho dos atletas. Para mim, solução permanente. Tudo nromalizado na vida da GT Corrado, e mais uma oportunidade de descrever um acontecimento na vida de um biker andarilho.
Roda pra frente...

Roberto Furtado