sábado, 31 de dezembro de 2011

Números do Bikes do Andarilho - fechamento do excelente 2011!

Meninos voadores do downhill
Meninos voadores do asfalto....
 Gostaria de expressar minha alegria com a bicicleta... chegamos ao fim. Acabou o ano, e nos resta dois momentos. Olhar para trás e valorizar os acertos, e olhar para frente corrigindo os erros do passado. Esta forma de pensar permite melhorar, e sei que fiz muito mais que o possível para a bicicleta. Vi outros colegas fazerem o mesmo... perdi Domingos, ganhei amigos, eternizei muitas imagens. Ao todo, mais de 10.000 fotos em bicicleta neste 2011. Em 2012, tenho certeza de que este número será maior. Coletei alguns dados para registrar este momento de felicidade, onde muitas pessoas tem participação, e seria impossível listar a todas. Não listarei, mas garanto a estas que continuarei tentando, clicando, escrevendo, valorizando...
Em 2011 atingimos os seguintes números (desde 04.12.2009), visitação:

Total...................................................160.000 visitas
De IPs diferentes..................................85.000 visitas
Máxima em 30 dias..............................14.992 visitas
Máxima em 7dias.................................4.700 visitas
Máxima em 1 dia.................................913 visitas
Total de Postagens...............................861 posts
Total de Postagens em 2011.................340 posts
Imagens em 2011................................10.845 fotos

Com estes números provo tua importância por aqui. Você representa um ou vários números acima, depende de quantos amigos a quem recomendou o blog. Tenho crença de que o blog esteja ajudando a construir um mundo mais bicicleta, juntamente de colegas, blogs, instituições, e ações. Finalizo a postagem com a frase de Christopher McClandles, Supertramp, não creio que exista melhor colocação sobre felicidade: "A felicidade só é verdadeira quando compartilhada!"

Um grande abraço, um feliz ano ano de paz, saúde, realizações e muita bicicleta...

Roberto Furtado

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Bike para ir estudar... a filha de Éolos pronta para o uso!






A filha de Éolos esta pronta... a Trek voadora se prepara para voltar as ruas, descer ladeiras, cortar o vento, vibrar no asfalto. Na atribuição da função, ela será minha companheira em alguns momentos importantes. Onde outra seria perfeita aos olhos, esta maltrada guerreira mostrará valor. Coloquei tudo que tinha de mais feio nela, mas que estivesse em boa qualidade funcional. Não posso ficar na mão, preciso sair e chegar sem contra tempos, então é preciso estar atento a detalhes como a qualidade dos cubos, corrente, fitas antifuro, dentre outros que poderiam deixar na mão. A verdade é que fiquei louco pra trazer esta beleza de volta ao estilo que merece, consertaria os pequenos amassados nos tubos, faria uma excelente pintura, peças novas ou da época com aparência de acordo com a qualidade destes projeto. Seria muito bom... contudo, ela seria alvo de que pensa que trabalho não é digno suficiente, e acaba furtando o que é nosso. Este ano já tive minha cota de azar com o batedor de carteira, então agora segue o baile para histórias mais felizes. O ano de 2012 será espetacular, para mim, para você, para o blog e para a bicicleta. Confiança é necessário, faremos amigos na estrada da vida. Amigos, cúmplices que nos ajudarão a mostrar pq bicicleta é o veículo do futuro, embora as pessoas continuem tentando protelar. O tempo dirá, o tempo mostrará... 
Então fica o registro do dia em que a filha de Éolos, dona do vento, volta as ruas para emocionar a mim. Não esqueça que existem muitas abandonadas por aí. Uma bicicleta com virtudes assim, nos dias de hoje é uma raridade. Onde os atletas dos circuitos oficiais as abandonam, plebeus como eu passam a ter dias felizes... afinal, sobre deuses estaremos a pedalar.
Aproveito este post para agradecer aos meus apoiadores. A equipe do Dudu bike, Prates e Pinto Advogados, Revista Bicicleta e a Sociedade Audax de Ciclismo. Aproveito para dizer que continuo aguardando e estudando propostas de novos apoiadores, sei que nem todos podem apoiar de forma igual, e pode parecer injusto, mas devemos dar chance a todos. Para o próximo ano já devemos ter mais uns 5 apoiadores. Oferecemos o que estas a ler e ver, fotos, assuntos relacionados, histórias verdadeiras de quem realmente ama bicicleta e acredita em cicloativismo pacífico. O mundo precisa de paz, e acredito que somente da paz virá a paz. 

Roberto Furtado

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A GT Corrado... de bagagito para estrada!




Aposto que alguém pensou que eu não ia mais postar este ano... rsrsrs Bom, pelo menos levava a crer que não, pois depois do natal tudo fica meio parado. E quem ficou aqui na cidade de concreto, Porto Alegre, acabou pensando que seria assim para tudo. Muitos comércios não abriram mais... E em outras cidades deve ser igual. Tudo parado! Aqui, continuo insistindo. Se não há trabalho rotineiro, há muita coisa para organizar, escrever, botar fora e limpar. Talvez vá visitar uns amigos na Quinta-Feira, lá onde o Judas perdeu as botas... quem sabe! Enquanto isto, vou preparando material, vou exercitando a cabeça para coisas que virão por aí. O mundo da bike não dorme, não faz feriado, apenas continua fluindo... 
A GT Corrado ganhou aquele bagageiro que tinha definido para a GT Transeo, achei mais adequando, mais meu estilo. Aproveitei e registrei o adesivo no frame da GT. Tive que improvisar esperar para bagageiro com uma abraçadeira, pq a corrado não possui estas... pq? Pq ela era a bike race da época, nem mesmo a Karakoram tinha tal finalidade naquele período. No fim deu certo, ficou firme, mas ainda vou estudar novas fixação para aumentar a capacidade de carga. Sair pelo mundo, estar longe de casa e ficar na mão com bagageiro é o pesadelo do cicloturista. Sem destino definido, sem data definida, sigo me organizando, quem sabe mais pra frente. Deixa rolar... Roda pra frente!

Roberto Furtado

sábado, 24 de dezembro de 2011

Calendário Audax 2012 (Brasil)

Audax 300 km SAC foto Roberto Furtado

Segue o calendário oficial "Audaxiano" dos Brevets que serão realizados no Brasil em 2012. Esperamos que este próximo ano seja espetacular para a comunidade Audax. Note que teremos um Audax 1000 km, e que será realizado já em Outubro, perimitindo que os ciclistas consigam realizar os brevets anteriores em tempo viável.

Roberto Furtado
Janeiro 2012

Brevet 200 km - 21/01/2012
Audax Clube do Planalto - http://ciclismodelongadistancia.blogspot.com/
Responsável: Oswaldo de Oliveira Nunes

Brevet 200 km - 21/01/2012
Audax Randonneurs São Paulo - http://audaxsp.wordpress.com/
Responsável: Rogério Polo

Fevereiro 2012

Brevet 200 km - 05/02/2012
Audax Rio - http://www.rio.audax.org.br/
Responsável: Tiago Gomes

Brevet 200km - 26/02/2012
Audax Brasil - http://www.audaxbrasil.com.br/
Responsável: Denis Cardoso

Brevet 200 km - 26/02/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Março 2012

Brevet 300 km - 03/03/2012
Audax Clube do Planalto - http://ciclismodelongadistancia.blogspot.com/
Responsável: Oswaldo de Oliveira Nunes

Brevet 200 km - 04/03/2012
Clube Audax Bagé -
Responsável: Pedro Regert

Brevet 200 km - 10/03/2012
Randonneurs Curitiba - http://www.randonneurs.com.br/
Responsável: Vandre Guilherme Maran Santos

Brevet 200km - 11/03/2012
Santa Maria Ciclismo - http://audaxsantamaria.blogspot.com/
Responsável: Alex/Simone

Brevet 200km - 17/03/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Brevet 300km - 18/03/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Brevet 300 km - 24/03/2012
Audax Rio - http://www.rio.audax.org.br/
Responsável: Tiago Gomes

Brevet 200 km - 24/03/2012
Audax Randonneurs São Paulo - http://audaxsp.wordpress.com/
Responsável: Rogério Polo

Brevet 200 km - 25/03/2012
Audax Criciuma - http://www.audaxcriciuma.com.br/
Responsável: Augusto Canabarro de Freitas

Brevet 200 km - 25/03/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Abril 2012

Fleche - 06/04/2012
Santa Ciclismo - http://www.audaxsantacruz.blogspot.com/
Responsável: Luiz M. Faccin
Local de chegada: Faccin Bicicletas- Santa Cruz do Sul, RS.

Fleche - 06/04/2011
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki
Local de chegada: Porto Alegre, RS

Fleche - 06/04/2011
Audax Clube do Planalto - http://ciclismodelongadistancia.blogspot.com/
Responsável: Oswaldo de Oliveira Nunes
Local de chegada: Brasilia, DF.

Brevet 300 km - 14/04/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Brevet 300km - 21/04/2012
Santa Maria Ciclismo - http://audaxsantamaria.blogspot.com/
Responsável: Alex/Simone

Brevet 200 km - 21/04/2012
Randonneurs Curitiba - http://www.randonneurs.com.br/
Responsável: Vandre Guilherme Maran Santos

Brevet 400 km - 21/04/2012
Audax Rio - http://www.rio.audax.org.br/
Responsável: Tiago Gomes

Brevet 200km - 24/04/2012
Audax Brasil - http://www.audaxbrasil.com.br/
Responsável: Denis Cardoso

Brevet 200 km - 29/04/2012
Audax Floripa - http://WWW.audaxfloripa.com.br/
Responsável: Milton C. Della Giustina

Maio 2012

Brevet 400 km - 05/05/2012
Audax Clube do Planalto - http://ciclismodelongadistancia.blogspot.com/
Responsável: Oswaldo de Oliveira Nunes

Brevet 400 km - 05/05/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Brevet 600 km - 18/05/2012
Audax Rio - http://www.rio.audax.org.br/
Responsável: Tiago Gomes

Brevet 300km - 25/05/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Junho 2012

Brevet 200 km - 02/06/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Brevet 300 km - 02/06/2012
Audax Randonneurs São Paulo - http://audaxsp.wordpress.com/
Responsável: Rogério Polo

Brevet 600 km - 07/06/2012
Audax Clube do Planalto - http://ciclismodelongadistancia.blogspot.com/
Responsável: Oswaldo de Oliveira Nunes

Brevet 300 km - 17/06/2012
Randonneurs Curitiba - http://www.randonneurs.com.br/
Responsável: Vandre Guilherme Maran Santos

Brevet 300 km - 23/06/2012
Audax Floripa - http://WWW.audaxfloripa.com.br/
Responsável: Milton C. Della Giustina

Julho 2012

Brevet 400km - 13/07/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Brevet 200 km - 22/07/2012
Audax Floripa (Camburiú) - http://WWW.audaxfloripa.com.br/
Responsável: Milton C. Della Giustina

Brevet 400 km - 28/07/2012
Randonneurs Curitiba - http://www.randonneurs.com.br/
Responsável: Vandre Guilherme Maran Santos

Agosto 2012

Brevet 400 km - 04/08/2012
Audax Randonneurs São Paulo - http://audaxsp.wordpress.com/
Responsável: Rogério Polo

Brevet 200km - 25/08/2012
Audax Brasil - http://www.audaxbrasil.com.br/
Responsável: Denis Cardoso

Brevet 600km - 31/08/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Setembro 2012

Brevet 200km - 02/09/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Brevet 600 km - 15/09/2012
Randonneurs Curitiba - http://www.randonneurs.com.br/
Responsável: Vandre Guilherme Maran Santos

Brevet 600 km - 29/09/2012
Audax Randonneurs São Paulo - http://audaxsp.wordpress.com/
Responsável: Rogério Polo
 
Outubro 2012

Brevet 1000km - 18/10/2012
Sociedade Audax de Ciclismo - http://www.sociedade.audax.org/
Responsável: Sirlei Ninki

Brevets válidos para o Calendário 2013

Novembro 2012

brevet 200 km - 11/11/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

Dezembro 2012

brevet 300 km - 01/12/2012
Clube Audax Porto Alegre - http://www.audaxpoa.com.br/
Responsável: Cicero Vargas

http://www.randonneursbrasil.org/

Pneu cortado, fita antifuro e criatividade para o blog...




O que faz de um blog de bicicleta um blog diferente ou visitado? Esta pergunta me faço todos os dias... penso que para levar adiante a idéia bicicleta, precise o autor ser: justo, criativo, insistente e um fotógrafo mediano. Viver a histórias o u ter a prática da realidade do mundo que pretendes descrever é uma necessidade. Muitas vezes vejo pessoas usando palavras incomuns, afirmações complexas, frases de difícil entendimento. Não acredito que esta complexidade possa ser um diferencial. Como atingir mais pessoas se usarmos palavras complexas... como já descrevi algumas vezes, na complexidade a vida se perde. Isto serve para a vida, para a palavra a pregar (ideais) e todo tipo de questão onde buscamos atingir mais pessoas. USar palavras complexas pode me levar a elevação aparente do conhecimento para pessoas que se impressionam facilmente, mas deixaria de atingir outras tantas. De fato, não uso palavras complexas, não tenho o hábito, pq acredito em simplicidade de comunicação para meu cotidiano e para atingir também a maioria. 
Outro dia, no passeio noturno, depois de pedalar alguns km em Porto Alegre, paramos eu e Raul em um posto de gasolina. Frequentemente paramos com amigos para tomar uma coca-cola e prosear. Falamos de assuntos diversos, e este contato que a bike oferece é muito importante. Permite que a vida moderna ofereça um momento que te leva ao passado, quando as pessoas ainda conversavam. Copos na mão, bicicletas ao lado... conversa daqui e tal, e Raul chama minha atenção. "Beto, este teu pneu esta cortado!" Logo olhei surpreso com o tamanho do corte no pneu. Pasmo, com a largura do corte no pneu 26 x 2.1, enxerguei a abertura e o algo que julguei ser uma camada interna do pneu. Dia seguinte, levei no Tchaka para fazer uma reparação. Tchaka, maior boa vontade do mundo mesmo com pencas de bikes para arrumar, desmontou a roda e disse: "Beto, não é camada interna, é a câmara mesmo! Ficamos surpresos que a largura do corte pudesse não colocar para fora a câmara, e também de tê-la preservado. "Bacalhau" colado internamente no pneu que tinha pouquíssimo uso, mr. tuffy original instalado, e pau na bike! Tudo voltou ao normal, pneu quase normal, exceto pelo bacalhau que talvez reduzisse o desempenho dos atletas. Para mim, solução permanente. Tudo nromalizado na vida da GT Corrado, e mais uma oportunidade de descrever um acontecimento na vida de um biker andarilho.
Roda pra frente...

Roberto Furtado

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

MP apura atuação de grupo de ciclistas em Porto Alegre - Zero Hora


Saiu na Zero Hora de hoje a polêmica que tenho apontado sobre a Massa Crítica... e pode ser visto aqui: http://zerohora.clicrbs.com.br 
Infelizmente, um grupo inteiro responde por ações negativas de um percentual pequeno de ciclistas que se excedem. O fato de não haver um lider, um representante, não reduz em nada a responsabilidade de atos de vandalismo como os que muitas pessoas descrevem. Também não os evitam! Protestar não é baderna! É lamentável que um movimento com a força da Massa Crítica perca crédito argumentativo em função de atos que testemunhas descrevem como "sinais obscenos" como provoção (esta aqui eu já vi) e "ameaças de bater nos veículos". Um ciclista que utiliza a bicicleta diariamente para trabalhar, disse: "tenho vergonha em ser confundido com pessoas que tomam esta atitude! Deixei de participar pq não queria ser apontado como participante!"
O movimento é bonito e o problema esta em uma minoria que insiste em se exceder. Escutei de alguns colegas que este último evento não teve nenhum porém. E fiquei a pensar se fosse ao fato de que o volume da massa esta reduzido. Seria? Será que estes alguns se ausentaram na última Massa? Com o excesso, sempre haverá a perda... a perda da razão, a perda da voz, a perda de oportunidades. A Revista Bicicleta traz informações importantes sobre o andamento destes acontecimentos.

Roberto Furtado

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Do youtube... bike life time!


O curioso desta vida sobre bikes é que não importa o que você escreva, fotografe ou filme. Sempre vai ter a simpatia de muitos. Deve-se a isto o fato de que bike é só alegria, encanta a todo mundo, aonde quer que vá. Bicicleta é uma febre mundial! Dentro desta febre mora uma "penca" de modalidades onde as pessoas se encaixam com o livre arbítrio. Em cada modalidade, se percebe o respeito da modalidade ao lado. A modalidade ao lado compreende, pq ela vive a sensação de liberdade, com suas diferenças, mas com a igualdade das duas rodas. A fixed bike não é a minha opção em bicicleta, mas admiro demais. Talvez se tivesse um ombro forte para levar pancada, então arriscaria novas aventuras neste mundo. Hoje, me conforto vendo os videos. E alias, videos... coisa doida que permite a gente se conectar a um momento do passado, e em algum lugar completamente diferente da nossa realidade. A magrela encanta... sempre!
Roda pra frente...

Roberto Furtado

Mês que vem tem matéria sobre Porto Alegre... Revista Bicicleta!


Na próxima edição da Revista, prevista para chegar as bancas entre o dia 8 e 12 de Janeiro de 2012, teremos uma importante questão abordada. A questão não é novidade, mas aponta circunstâncias relevantes sobre o futuro e a funcionalidade de movimentos protestantes em relação ao trânsito. As Bicicletada e Massa Crítica são alvo de questões e críticas por toda sociedade, uma postura, uma avaliação, um aliado ou um anti-movimento. O comportamento dos ciclistas é avaliado como um todo! Um ciclista que se comporta mal, compromete o efeito do protesto. Então pensar nas atitudes de alguns é preciso, nem que seja para alertar! Fotos de Porto Alegre, da Massa e da Bicicletada.

Roberto Furtado

Mobilidade Urbana comprometida... questão de repensar ideais!


Acho interessante toda manifestação de protestar que reuna liberdade, paz, ordem e criatividade! Algumas pessoas como o artista desta obra deveriam receber mais atenção. Talvez a sensibilidade capaz de permitir que ele construa um desenho tão significativo, seja o mesmo adjetivo que o possibilite entender o que ocorre em sua volta. Brigar por ideais limpos, de ideais sustentáveis é tambem possuir inteligência para viver. Ano passado fiz um curso de desenho, e gostaria de saber desenhar apenas 10% como este artista. Se Deus dá a alguns o poder de desenhar, talvez seja pq ele precise deste vivente para mostrar aos demais pq há razão em sua manifestação. Estamos matando tudo em torno de nós mesmos, e quando podemos esticamos os horizontes para destruir um pouco mais. Seria possível viver nos olhos de uma fantasiosa liberdade que traz alegria, e nos poupa de engarrafamentos. Talvez exista viabilidade, especial para casos onde o cidadão mora a poucos km de seu trabalho. Não se trata de poder aquisitivo, se trata de não matar nossos filhos com um futuro podre! Aproveitemos o período para refletir, afinal, chegou o fim de ano, e o tempo continua correndo... enquanto esperamos o momento certo para mudar, centenas de seres vivos morrem por conta de confortos, ostentação de poder, de princípos tolos nascidos de uma sociedade certamente infantil para compreender o futuro destes problemas.
Roda pra frente...

Roberto Furtado

Polêmico video do Helton... do trabalho para casa em alta velocidade!


Este video feito pelo Helton esta chamando a atenção pq ele conduz a bike em alta velocidade como se fosse um irresponsável. Contudo, Helton que provar suas teorias sobre o trânsito, e acho que apesar do risco e ele esta fazendo um ótimo trabalho. Polemizar pode ser uma alternativa para gerar a reflexão, e esta com certeza traz vantagens para ciclistas que pensam em mobilidade urbana. Cada um tem sua razão, seu método, e só o que imagino é um mundo mais viável de viver neste trânsito doido. Mobilidade urbana, este assunto precisa envolver a querida bicicleta!
Helton esta fazendo outros videos onde a forma de pedalar é mais prudente, justamente para criar referências comparativas. Muito interessante...

Roberto Furtado

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Uma Metro Aro 24, uma old school em excelente estado!

Visão lateral geral... desenho para conforto feminino!
Lâminas de aço cromado FEMCO 24"

Alavancas de alumínio no padrão da época!

Detalhamento do cubo dianteiro com estilo 100% vintage!
Muitas vezes deixamos de estar abertos ao novo, a uma nova supresa... acreditar que encontrar jóias como esta é impossível, acaba fazendo com que sejamos fracassados na busca deste tipo de tesouro. Estar pronto para viver o novo é de muita importância, pois abre portas ao sucesso. Uma relíquia, uma old school legítima, uma Metro, feminina, de aro 24, road bike. O estado... impecável e original!
A bela bicicleta tira suspiros aos que se aproximam. Algumas frases escutei ao lado desta: "Nossa, que diferente!", "que linda!", "Onde tu arrumou isto! Me vende?" Também escutei outra assim: "Esta bicicleta é pequena para ti, vende para eu dar para minha filha!" 
Bom, que a bicicleta é pequena para mim, não resta dúvida. E aqui no blog passam muitas magrelas incríveis de todo tamanho, e a maioria não é para meu uso. Elas são para dar o assunto extra a este blog, onde detalhes podem ser apontados e valorizados. Todo material encontrado acaba tendo um fim... acaba nas mãos de alguém que viu por aqui ou indicou. Os pilas recuperados coloco na caixinha do Bikes do Andarilhopara viabilizarm nova aquisição, novo projeto, mais uma história.
Esta METRO vai dar muita história pra contar, pq já percebi que bikes como esta, uma vez com fotos na rede, acabam gerando assunto para muitos dias depois. 
Agradecimentos ao Dudu Bike por conseguir para mim esta bicicleta, e ao Tchaka por dar uma geral nela, já que havia tempos que ninguém a usava.
Farei outro post sobre esta bicicleta... aguarde!

Roberto Furtado

Última Etapa do Campeonato Gaúcho de Meio Fundo




A última prova da FGC em 2011 aconteceu em Caxias do Sul, RS, neste Domingo passado 18.12.2011. A forte presença das equipes e de ciclistas avulsos fizeram bons números de participantes, que puderam correr em um dia de céu limpo e temperatura agradável. No início da tarde choveu direto, da garoa fina à chuva leve. A cerimônia de premiação dos atletas e das equipes ocorreu em clima alegre, e o primeiro lugar ficou com a equipe ACIVAS. 
Dentre os participantes, ciclistas estreantes em provas, prestigiaram o evento na Terra da Festa da Uva. Parabenizamos a Federação Gaúcha de Ciclismo e a Prefeitura de Caxias do Sul por um evento bem organizado e divertido. 
As imagens estão sendo tratadas em lotes e hospedadas no PICASA. Quando o álbum estiver completo, editarei este parágrafo.
Agora é esperar por 2012 e torcer para que o futuro da FGC seja brilhante neste próximo ano. Grandes expectativas, belas corridas!

Roberto Furtado

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A Massa Crítica do dia 16.12.2011





A última Massa Crítica do ano foi antecipada, ocorreu no dia 16 de Dezembro deste 2011 que deixa muita história para lembrar. Algumas histórias boas, outras polêmicas, mas vida é assim mesmo. Não dá pra agradar a todos, e nem confiar nas atitudes de algumas pessoas de grandes aglomerações de qualquer comunidade. Os ânimos são alimentados pela circunstância ao redor, e seria o mesmo que colocar palha no fogo, intensificamos o efeito. Algumas verdades vieram a tona, acobertadas por pessoas que não queriam ver verdade ou que acham que a verdade tem apenas um dono. A ação de Ricardo Neis é monstruosa e lamentável, lembraremos para sempre! E saberemos para sempre também que algumas pessoas "atiçaram" o monstro, fazendo-o sair da toca! Doa a quem doer, verdade existe para ser mostrada. Aos de qualquer ciclista fica claro que Ricardo Neis não deveria ter o direito de conduzir o carro pelo resto de sua vida, pois carro não é arma! Carro é um instumento de locomoção dos fracos, dos trabalhadores que correm contra o tempo, dos idosos, dos dias de chuva e frio, etc. Como vemos o carro, isto é um problema pessoal. E somente um lunático diria que queimem os carros, que morram os motoristas... eu diria duas coisas sobre este pensamento. O ciclista que diz isto, provalmente não tem hora ou grande distância para trabalhar, e nem todo trabalho fica a 10 km de casa. Conheço muitas pessoas que conduzem seus carros por 35-70 km diariamente para trabalhar e manter a economia funcionando. A mesma economia que viabiliza uma estrutura social que te permite pedalar nas ruas, mesmo que seja com poucas condições. Não é o imposto das bicicletas que mantem um orgão fiscalizador como o EPTC, é o imposto do transporte público, dos carros... o imposto de quem realmente paga imposto. Outra observação que eu gostaria de fazer aos extremistas deixo em forma de duas perguntas: Como levar sua avô no médico se os carros acabarem? E, você nunca sonha em ir até a praia com a família (iria de bicicleta com a sua avó tomando sol na cuca)?
Estas questões deixo flutuando no ar, e assim quem sabe se alguns acabm compreendendo um pouco melhor a necessidade dos veículos nos dias de hoje. Bicicleta para sempre, carro com moderação! Esta é a sugestão do Bikes do Andarilho para dias melhores, pq não existe justiça para a bicicleta sem compreensão. É meu papel trazer alegria para este espaço, mas é também necessário que eu dê o puxão de orelha quando algo não esta sendo conduzido com plena seriedade. Fazer sinais obscenos para motoristas que passavam junto ao largo, ou "tocar" nos veículos é errado! A conquista do direito deve ser realizada com respeito! Falo de outras datas, já que nesta Massa Crítica vi tudo certinho, e parabenizo por isto. As fotos da Massa Crítica do dia 16 estão neste álbum! Aqueles que acharem que fiz poucas imagens, lembrem que fui fotografar um evento para a Revista Bicicleta. Realmente é uma pauta de poucas fotos.
Roda pra frente, pq apesar de tudo... creio em um futuro melhor!

Roberto Furtado

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O entendimento de um Audax - por Bagatini

O texto abaixo foi gentilmente cedido pelo Bagatini, uma das figuras mais ilustres das estradas dos Pampas. Bagatini é ciclista, reside em Lajeado (RS), e tem muita história para contar. Como esta abaixo, ou outras tantas como vir de Lajeado para Porto Alegre pedalando, e depois fazer um Audax de 1000 km. Escutar ou ler algo feito por ele, ou que ele esteja envolvido, é como poupar a estrada do aprendizado, pois esta é a função dos experientes, ajudar os novos! Pouco a pouco a gente tem oportunidade de conversar com ele e com outros grandes ciclistas, e isto faz com que eu, e outros ciclistas em início de carreira Audaxiana sejamos afortunados com este convívio onde o resultado é o precioso conhecimento. Ler e ver, sentir um Audax, talvez estas sejam as necessidades daqueles que estão ansiosos por uma estrada assistida, como são as provas da SAC ou de outros clubes que seguem rigorosamente as normas da ACP. Bagatini é um dos ciclistas que aparece no video da SAC, do youtube. Com certeza, as considerações a seguir são muito pessoais, deste, que é um dos maiores Audaxiosos do Brasil. Podem não ser regra, mas são válidos para um criterioso estudo para aqueles que buscam devorar Brevets, especialmente os de 400 km em diante. Bagatini é um dos ciclistas que tem mais brevets dentre os Brasileiros, conquistas pessoais importantes, como 600 e 1000 km. A foto abaixo escolhi e mostro com orgulho, pq flagrei este no dia em que receberia suas medalhas francesas (da ACP). O momento do milkshake é um exemplo bastante importante, até mesmo os heróis tomam milkshake!
Um abraço ao amigo Bagatini
Roberto Furtado




Uma das característica dos Audax/Randonnée no RS que pode ser perigosa é a difusão da cultura que as pessoas podem utilizá-lo para "aprender a pedalar", e a "pedalar bastante"! A quantidade de novatos (não em Audax, mas em ciclismo de longa distância) impressiona. Não afirmo, com isso, que um novato não consiga terminar. Muito menos que não deva praticar a modalidade. Essa decisão é responsabilidade de cada um.
O ponto central desse texto são as características de Audax/Randonnée e como elas podem afetar pessoas mais ou menos acostumadas a enfrentar essas características.
É um fato: corpo e mente sofrem menos se condicionados à atividade que forem praticar, principalmente as mais exigentes, como é o caso de pedais de longa distância. As (psicologicamente) intermináveis horas de esforço e privação às quais são expostos podem trazer desagradáveis consequências a quem se joga a essa atividade sem o devido preparo. Preparo que não se adquire em semanas ou meses. Não é exagero afirmar que alguns anos de prática regular são necessários para que o corpo possa estar absolutamente condicionado ao estilo da atividade, de forma a poder executá-la tranquilamente, independente da distância e das condições. Já o condicionamento mental pode vir extremamente rápido. Ou pode nunca chegar. Depende da vivência da pessoa.
Audax é um desafio pessoal. Audax não é um passeio. Mas Audax é também uma prova. E numa prova não se aprende nada; numa prova se presta contas. Um passeio de 200km podemos fazer no ritmo desejado, no trajeto desejado, com o apoio desejado, aplicando o esforço que bem quisermos. Num Randonnée não. E certamente não num Audax (propriamente dito). Caso contrário, há o sério risco de não completarmos a prova até bater o sinal ;-)
Audax não é um meio para se pedalar longe. Audax é um fim, uma culminância social de pessoas que regularmente praticam longas pedaladas, solo ou em grupo. É o momento onde quem gosta de pedais maiores que o normal se encontra com colegas conhecidos e desconhecidos para socializar e trocar experiências.
Audax, como comentou anos atrás o Helton Scheer de Moraes, também não existe para que ciclistas que não competem ganhem medalhas ou subam ao podium. A medalha de um Audax/Randonnée é como uma fotografia. Provavelmente só tem valor para quem aparece nela.
Para concluir, reitero o colocado acima: o objetivo do texto foi tão somente sugerir que longos pedais sejam atividades corriqueiras dos participantes de Audax, de forma a torná-lo cada vez mais efetivamente o evento de integração que se propõe a ser.

Paulo Roberto Bagatini

sábado, 17 de dezembro de 2011

A diferença da qualidade... nas palavras de leitores! Revista Bicicleta!


O exercício da profissão de fotógrafo da Revista Bicicleta tem me possibilitado experiências e vivências que trazem importantes informações sobre o crescimento da Revista e de seus colaboradores. Em colaboradores estamos incluindo toda força que resulta na materialização da Revista Bicicleta, na forma de exemplar mensal. Durante alguns passeios, sou abordado, ou me identifico na atividade. Muitas vezes, quase que na totalidade, recebo elogios para a Revista. Ontem me chamou a atenção durante a concentração da da Massa Crítica de Porto Alegre, o conhecimento de alguns sobre a Revista. Haviam os que não conheciam a Revista, e até acho natural, pois ela recentemente fez 1 ano de vida. Sabemos também, que muitos poderão ignorar o fato da existência de diversas Revistas, até mesmo da Veja, ou Isto é! Se tratando de interesse de público, de forma geral, os interesses divergem, e levam ao resultado do desconhecimento. Ocorreram depoimentos que marcaram meu pensamento sobre o crescimento da Revista, do ponto de vista de destaque entre outras do mercado. Um deles me disse assim: "Esta Revista não tem pauta comprada! Traz informações e abordagens legítimas! Não fica só falando de corridas!" Outro ciclista afirma que valoriza algo muito importante, que são questões ligadas diretamente a sustentabilidade e a mobilidade urbana. Este teor de comentários, oferece uma precisão da qualidade intelectual de alguns participantes da Massa Crítica e de passeios noturnos de Porto Alegre. "Pedalar por Porto Alegre agora é coisa para a pessoas de maior poder aquisitivo também!" Nas palavras de um ciclista que não quis se identificar por receios que envolvem a situação atual da Massa Crítica, um advogado, casado, pai de dois filhos... "o mais velhor já pensa em vir comigo!" Complementa o pai ciclista orgulhoso.
Teve um amigo que ao me ver vestindo a camisa da Revista Bicicleta, surpreendeu-se. Disse assim,: "tu estas grandão", dando todo valor a qualidade da Revista. Senti-me muito bem, na mesma hora, lembrei de meus colegas de trabalho da Revista Bicicleta. Logo pensei: "Preciso contar isto a eles!"
A verdade é que a Revista tem uma postura extremamente correta, verdadeira, modesta e comprometida com a propsota de viver bicicleta! Tanto, que o lema é "Viva Bicicleta!" Nossa autenticidade é viver como ciclistas, como cidadãos, como promotores de uma proposta saudável, trazendo não somente mais um ciclista para as ruas, mas um cicadão capaz de ser mais gentil para o trânsito.

Roberto Furtado

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Feliz Natal aos bikers... e um excelente 2012!

bikehugger.com
Me adiantei um pouquinho, mas estamos a 8 dias do Natal. É importante que toda mensagem chegue em tempo de viabilizar uma leitura, especialmente se tratando de algo sobre uma data tão importante. A importância do final de ano... zeremos o placar de acertos e erros! Façamoos mais para o futuro! Outro ano finalizando, e nas pegadas deixadas para trás, a humanidade parece ter mais uma vez feito aquem do que deveria. Esta é a sensação que tenho! Poderia vir aqui e dizer que tudo é maravilhoso, como tudo é lindo, como as pessoas são legais, todas! Dorothy e Alice vivem aqui ao lado em País das Maravilhas! Que lindo! E desta forma seria eu mais um hipócrita com algum poder de semear uma palavra que não serviria de nada. Criar um ambiente agradável é necessário, criar momentos positivos também... ser confiante, ter fé em melhorias é indispensável ao sucesso daquilo em que estamos "focando". Este foi um ano estranho, onde me perdi em minhas reflexões e concluí que cada vez sei menos. Não importa o quanto eu viva, conviva, pedale e fotografe, a profundidade da vivência me leva sempre ao vazio. O vazio de saber que ontem não sabia nada, me sugere que o amanhã saberei um pouco mais, e que hoje ignoro tanta coisa. Esta estrada da vida serve para todos nós, uns aproveitam melhor, outros, quase nada. Uma pena! Outros são tão ricos em valores, ações e pensamentos, que me fazem ter até uma invejinha boa! É nestes que me foco! Me foco em ser um pouquinho mais parecido com estes que admiro, pq assim sei que serei cada dia melhor, e talvez possa fazer algo bom por alguém. Uma palavra certa na hora necessária é o poder de cura! É sim... Criemos uma força uns para os outros, cativemos, sejamos gentis no trânsito, sempre! E assim haveria uma chance de gerar mais amor, mais paz e colher frutos para um futuro melhor. Meus apelos são para gentileza, também para não deixar sujeira para trás. Cuidemos do nosso planetinha, das pessoas de nosso convívio, de pequenas coisas que se transformam em grandes feitos com o passar do tempo. Agradeço a todos os visitantes, amigos, colegas que frequentaram este blog em 2008, 2009, 2010, e 2011. Se achas que vale a pena, fique por aqui em 2012, pois prometo melhorias, mais posts, mais fotos, mais divertimento e quem sabe consigo plantar o sentimento bicicleta em amigos de amigos de vocês! Seria possível? Creio que sim... A bicicleta é o veículo do futuro, acredite nisto! A bicicleta vai trazer dignidade, paz, saúde, e uma vida feliz para todos. Final do ano passo um relatório com a estatística do blog, e provo para você sua importância aqui!
Um grande abraço a todos e roda pra frente... pq aqui é o Bikes do Andarilho!

Roberto Furtado

A era do estilo Vintage... é agora!


O conceito vintage é moda no exterior, já não é de agora. O passado possui caracteristicas próprias, sua personalidade em cada área. No mundo bicicleta, a era Vintage é fortemente representada por bikes de fabricação "cachimbada", muito alumínio polido, aço cromado, aros de aço, bancos em couro e molas, manoplas de madeira, cestos de vime, etc. As touring bikes já existiam naquele tempo, e em Lovely Bicycle se vê muito do que descrevo neste post. Com certeza, tal é o maior blog do assunto, e mescla modernidade com o passado. Exemplo disto para frames 70's que frequentemente são vistos com peças modernas, com o os cubos nexus com marchas internas, e outros componentes atuais que fazem da bicicleta não somente mais bonita, mas também funcional como poucos produtos antigos podem ser usados no cotidiano. Esta possibilidade de usar o velho como novo, ou de traz de volta um momento é algo atual, e chamada de vintage. Tenho muito gosto por isto, mas no Brasil, este tipo de material é fraco... não tivemos cultura bike no passado, não com qualidade, como as que vemos na Europa e EUA. E no exterior também existe o novo que copia o velho... tipo quase ao estilo de frame builders, uma produção em linha de baixa tiragem, que possibilita ter algo quase exclusivo de boa qualidade e aparência vintage. Muito válido!
E é muito claro que a era Vintage esta se misturando com o Cycle Chic, pois nada mais elegante que uma linda garota de vestido clássico sobre uma old school dos anos 60 ou 70. Charme é o mínimo! Logo mais teremos uma novidade Vintage... aguarde!
Roda pra frente...

Roberto Furtado

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Modalidades de Downhill e Audax no RS são referências no Brasil

Downhill da FGC
Audax 200 km da SAC

Embora totalmente distintas as modalidades de Downhill (FGC) e Audax estilo Randonneé (SAC) ambas tem sido apontadas como as melhores provas do Brasil. As afirmativas são de praticantes vindos de outros Estados, e de ciclistas que participam de provas em todo Brasil. O Downhill é promovido pela Federação Gaúcha de Ciclismo, por Marcos Lorenz. Marcos traz em sua caminhada junto ao ciclismo, mais de 10 anos de experiência em organizar eventos oficiais. No RS, as provas de Downhill reunem grande quantidade de inscritos de elevado nível técnico, juntamente de SC, que também mostra grande quantidade de pilotos experientes, a exemplo de Markolf, muitas vezes campeão Brasileiro. 
O Audax realizado pela Sociedade Audax de Ciclismo, clube registrado pela ACP (Audax Club Parisien) tem se destacado nos últimos dois anos. Entre os inscritos, os ciclistas mais experientes da longa distância. Brevetados vindos de toda parte do País. As provas, brevets de 200, 300, 400, 600 e 1000 km, como estão no calendário Brasileiro. A SAC, através de sua organizadora, Sirlei Ninki, realiza também desafios de menor distância, justamente para "criar" ciclistas de longa distância. A capacidade do ciclista é gradual, de acordo com passeios longos, provas de menor distância, e desta forma a confiança do participante vai sendo construída. Audax é uma prova que não visa priemiro lugar, visa conclusão, superação pessoal!
Cada ciclista possui uma aptidão para um tipo de prova, e é preciso trabalhar este adjetivo. O desejo de superar existe em todos, a forma como é vista a superação é totalmente pessoal. O próximo ano é uma grande promessa para estas modalidades, e o RS já se mostra um "preferido" para tais provas. 
Roda pra frente, pois 2012 vai ser muito positivo para a bicicleta...

Roberto Furtado

Novas rodas para a GT Transeo...





Fui ao Tchaka buscar as rodas que ele montou para a GT Transeo. Aros 700 X-Rims, raios de inox, cubos simples, mas eficientes. Os cubos são shimano 2200, são para 8/9 velocidades, cor de alumínio para combinar com os aros, que tem acabamento cru em alumínio (sem pintura ou polimento). Conjunto bem bonitinho, surpreendeu-me o peso da roda dianteira. Agora é colocar os pneus, e instalar na bicicleta... com isto as rodas anteriores ficam disponíveis para o projeto "Bike para ir estudar". Manterei o cassete em par com a corrente que na GT possuia, para evitar transtornos com o casamento entre as peças, embora sejam elas bem novinhas. Ao colocar as rodas no quadro cheguei a ficar perplexo com a perfeição do trabalho executado e com a qualidade do material. As medidas que folgam o pneu do frame são idênticas, provando que o frame tem grande qualidade, como também foi realizado um trabalho de primeira pelo Tchaka. Que sorte tive eu... é possível que o melhor mecânico de bikes da região sul do Brasil trabalhe a 3 ou 4 quadras da casa de minha mãe. Muita sorte!
Falando mais sobre GT Transeo, outro dia, vi o amigo Eco com sua bike. Havia ele instalado pneus maiores em sua bike. Os pneus eram 700 x 42, se eu não estiver enganado, e possuiam também a faixa refletiva na lateral do pneu. Este lance da faixa refletiva acho bem importante, pois em pneus de boa marca, tal dispositivo funciona muito bem. Recebendo a luz lateralmente, a bicicleta devolve dois anéis luminosos que a tornam muito visível, e desta forma mais segura. Segurança é muito importante, contudo sei que muitos não dão a mínima para isto. Detalhes refletivos podem ser a diferença entre ser visto ou não, e com isto ser atropelado ou escapar. Visibilidade esta valendo... Uma pena que pneus 700 com este perfil e medida sejam ainda raros por aqui em terras Brasileiras. Já tive um Kenda 700 x 35 que possui as faixas refletivas, tinha um bonito desenho, ótimo desempenho, mas não encontro mais. Mantenho os pneus que estavam na GT Transeo.
Roda pra frente...
Roberto Furtado

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Última Massa Crítica de 2012...


Na caminhada de eventos do final do ano... ano que marcou a história da bicicleta para a Massa Crítica, e para idealistas da sustentabilidade e da mobilidade urbana. Excepcionalmente o movimento deste mês não será na última Sexta-Feira, será realizada neste dia 16 de Dezembro! Existem motivos dos quais não estou interado. Acredito que um dos motivos seja possibilitar grande participação de ciclistas no evento uma vez que seja evitada uma data tão próxima de festas. Também em função de uma ""notificação" do Ministério Público ao "Comandante" da Massa Crítica. Estarei lá para registrar o evento na função de fotógrafo da Revista Bicicleta, e isto significa que algo devemos colocar a respeito das questões que cercam a massa nestes últimos momentos do ano. Roda pra frente... 

Roberto Furtado

Última Etapa do Campeonato Gaúcho de Meio Fundo 2011


Neste próximo Domingo, 18 de Dezembro, acontece o encerramento do Campeonato Gaúcho de Meio Fundo. Como em todo final de campeonato, emoções a flor da pele. O Bikes do Andarilho estará lá para registrar o momento. Esta é também a última prova promovida pela FGC em 2011, ficando a próxima lá para o final de Janeiro de 2012. 

Roberto Furtado

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A última etapa do Campeonato Gaúcho de Downhill... 2ª Parte!



Este post demorou um pouquinho, mas é final de ano, e parece que todo mundo esta com a corda no pescoço no assunto tempo. Faço este com gosto pq tenho me divertido nas provas de downhill, pelas pessoas, pelo clima, pela oportunidade de ver bikes que saem do chão. Algumas voam alto, outras ficam mais tempo sem tocar o solo... e é bonito de ver também, aquelas que arrastam o pneu na terra, levantam pó e quase desmascaram as leis da física. Garotos felizes... alguns com barba branca, serrada, então nem tão garotos assim. Alguns vem de longe, passam horas viajando, como os catarinenses, nossos irmãos aqui do lado. Encerramos o ano, e se fez um laço entre este blog e a modalidade de mtb, a mais radical delas, ao que parece! Fico feliz de saber que é de interesse da FGC em me manter alinhado com as provas, para que eu eternize, e conte a história do ciclismo gaúcho, oficial, no papel ou nas redes desta estranha forma de comunicação que dominou o mundo. Meninos... homens são homens quando montam famílias, quando trabalham, mas quando vão para cima de uma bicicleta, são meninos! É muito bom fazer parte disto, eternizar, estou apredendo, quase congelo o barro voando, por vezes consegui! Mundial Master de BC (Balneário Camboriu), no próximo ano estarei lá, em sua última edição. Ansiedade é a descrição quase próxima da perfeição para descrever minha presença em terras distantes e coloridas. Aquele azul do mar, sol, verde da mata, ciclistas coloridos voando, trocando palavras em idiomas que desconheço. Aqui, em terras gaudérias, o gauchês reina e expressões aparecem. É muito importante ser parte de uma cultura, somos o que nosso passado desenhou, somos os nossos velhos, um chimarrão aqui, em outros estados outras belezas e tradições.
A alegria de conhecer o downhill dos pampas! Eis o que posso dizer, que gira por aí que este tem sido sem sombra de dúvidas o mais belo downhill que gira no Brasilzão. Palavras de ciclistas de outros Estados, como Paraná, São Paulo e Santa Catarina. Deppois do 1º Downhill Urbano do Sul do Brasil, o Downhill Urbano do Vinho, uma nova estrada nasceu para sabe lá onde passar. Talvez virar o esporte mais popular, talvez o mais brilhante... o futuro é quem dirá!
Fico por aqui, deixando meus claros sentimentos pela família DHzeira dos Pampas, e roda pra frente pq logo ali tem mais. O ano 2012 promete, para a bicicleta, e o Bikes do Andarilho estará lá para registrar!

Roberto Furtado