segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Desafio das Montanhas em Rolante (RS)










Domingo de acordar cedo! Madruguei... foi as 4:50, levantei e tomei café na corrida. Precisava chegar a tempo em Rolante. Na estrada, escutava músicas e pensava no grande dia que seria, já que não havia uma nuvem no céu. Pensei como sempre, grandes fotos teríamos. Talvez isto seja o que faz deste blog algo especial. Fazer fotos de colegas ciclistas, com o entusiasmo de participante. Como não ser motivado em locais tão belos?
Cheguei cedo na cidade que dista 100 km de Porto Alegre.  Pouco a pouco apareciam ciclistas de todo lugar. Participaram muitos ciclistas, alguns de muito longe, de Santa Catarina, nossos vizinhos, cidades do RS como Dom Pedrito, Pelotas, Caxias do Sul, dentre outras. Durante a prova se entendia pq deram o nome da mesma de "desafio das montanhas." Não há nome melhor para definir a Maratona de MTB com grandes subidas e descidas, onde até mesmo os carros passavam trabalho. Nome perfeito! Prova extremamente técnica com altimetria superior a 100 metros. Entre altos e baixos, visual incrível sempre no ponto máximo dos morros. 
Sobre a cidade... exibe com orgulho o monumento em homenagem ao cantor tradicionalista Vitor Mateus Teixeira (Teixeirinha), falecido em 1985. Rolante é uma linda cidade rodeada de belezas naturais, que nos faz ter orgulho sermos gaúchos. Havia um belo rio onde é possível ver o fundo de pedras. Já na entrada da cidade se percebe o capricho, a organização. As ciclovias as margens da estrada antes do centro, bem definidas sinalizadas... um lugar ótimo para visitar, conhecer as estradas do interior, apreciar as casas antigas que trazem sua data na fachada. Povo acholhedor, belas paisagens, tranquilidade, formaram o conjunto que fez da prova de ciclismo um sucesso. A FGC esta de parabéns, também a Prefeitura de Rolante e participantes por um evento divertido e tranquilo.
A pergunta que fica é simples: "Quando vai será a próxima?"
Para ver mais imagens da prova, acesse:  Fotos da prova

Roberto Furtado