terça-feira, 20 de setembro de 2011

20 de Setembro


Antes que alguém pense que sou bairrista, e que desta forma esteja a influenciar ao blog com esta caracteristica, lembro que todos os Estados tem sua história. Aqui no Bikes do Andarilho, blog tipicamente gaúcho, não poderia ser diferente. Nossa história é nossa herança, e talvez esta seja formadora de personalidades, que acaba também tornando-nos capazes de argumentar, discutir, crescer! Antes de criticar, leia, antes de discordar, entenda! Penso que todos os Estados deste País são importantes, todos possuem riquezas, trabalho, histórias... todos. Somos o que nossos avós e bisavós viveram... e se houve briga, houve talvez motivos por ambas as partes. O passado descreve alegria, descreve também tristeza... pois nas coxilhas das belas paisagens ficaram as vítimas de batalhas. Talvez pessoas deixaram de existir por esta guerra, a Revolução Farroupilha, mas história é preciso lembrar, existir... faz nossa identidade no Brasil. Seria um sonho, se todas as nações fossem unificadas, e desta forma as linhas imaginárias deixassem de existir, assim como as fronteiras. Fronteiras criadas pelo homem, que ciclistas não cansam de dizer em blogs, listas, revistas... não existem fronteiras. O homem que tem coração, crença e coragem, faz da sua casa o mundo, não existem fronteiras. Podemos ser fronteiristas... bairristas, e o que mais puder para sugerir que amamos nossas histórias, crenças, e virtudes, mas nunca devemos deixar que a humildade se vá. Nunca devemos deixar de estender a mão para quem esta próximo, nunca devemos deixar a oportunidade de amar aquele que veste uma camisa diferente. Esta é também a história de um Estado, de um País, onde amores nasceram, e por isto estamos aqui. Estamos nesta caminhada para melhorar como cidadãos, pessoas, ciclistas! Bicicleta não tem fronteira, mas pode ter bandeira!

Roberto Furtado