sábado, 6 de agosto de 2011

Catálogo Shimano 2011... e reflexões em "torno"!




Notável que eu esteja atrasado neste post... embora esteja com mais de 100 posts em 2011 até o presente momento, esqueci de fazer fotos e realizar comentários a respeito de algo tão importante. O catálogo da Shimano, devidamente atualizado, é como um manual de montagem de motores para caso da industria automobilistica. Ele diz o que é compatível, como montar, que ferramenta usar! Aqui , no mundo da bike, deveria ser da mesma forma, e o que vemos é o chutômetro da grande maioria dos mecânicos de bikes, que muitas vezes tem conhecimento apenas prático. Este post acaba sendo um puxão de orelha. Quando fiz o SENAI, sistema de ensino voltado para formação de técnicos em segmentos determinados, aprendi muitas coisas sobre reparação. Junto com a faculdade que não concluí (Engº Mecânica), reuni algum conhecimento que me permite muitas vezes dar um pitaco até mesmo junto a serviços de soldagem, tornearia, e montagem de materiais do segmento automóvel. E é claro que este conhecimento permite entendimento sobre peças de bicicleta, pq no fundo os conceitos sobre metal-mecânica são os mesmos. Sabendo que uma bicicleta de excelente qualidade, aos exemplos de qualquer uma que custe mais de 2000 reais até os modelos top, possuem tecnologia superior a maioria dos veículos, pq vemos tantos mecânicos de bicicleta sem qualificação. Aqui em Porto Alegre, escapariam um, dois, talvez três mecânicos que sabem o que é um torquímetro e como usá-lo. Se aparecer com um de "estalo", vai dizer que esta quebrado! No segmento ciclístico, mecânicos despreparados, condutores de veículos automotores despreparados em relação a pedestres e bicicletas, valorização da vida semelhante ao cacho de bananas. Como seremos o País da copa, das Olimpíadas, a referência da américa latina? Como?
Se sou tão crítico, talvez seja culpa dos centésimos de mm das tolerâncias para montagem dos motores, talvez seja minha natureza... ou quem sabe seja apenas exigência de um ciclista sonhador.

Roberto Furtado