terça-feira, 7 de junho de 2011

Grupo Shimano Old School - Shimano 200GS


Através de um amigo, consegui comprar um grupo shimano antigo. Saiu inteiramente de uma bicicleta da década de 90, desmontada para montagem de algo mais simples e atual. O grupo é um Shimano 200 GS, grupo relativamente simples, mas já sendo de cassete de 7 velocidades e sistema rapid fire. A simplicidade fica por conta do pedevela, que embora seja muito bonito e de coroas biopace, não é desmontável. Desta forma o pedevela passa a ser descartável, como tantos outros da época. Naquele tempo, apenas os grupos melhores possuiam coroas removíveis, esta era uma premissa especial das road bikes e das MTBs compostas por grupos aprimorados, tais como da linha exage para cima. Não existiam pedevelas acera com coroas removíveis, como se vê na atualidade. O grupo shimano 200GS era algo bastante funcional, possuia os mesmos cubos exage que na verdade seguiam o mesmo conceito de XTR da época. Cubos de corpo desenhado, sendo levemente maior próximo do cassete. Muito bonitos! As peças do grupo 200GS possuiam um acabamento diferenciado, sendo revestido por um plástico cinza grafite. O pedevela possuia inclusive braços de aluminio revestidos com este plástico, o que me causou surpresa com a constatação. Coroas de 48, 38, 28 dentes, descreviam bem o conceito da época para uma finalidade de uso onde a relação mais longa era necessária. Logo depois, na mesma década surgiam pedevelas reduzidos com coroas de 42 dentes (hiperdrive), assemelhados aos atuais da Shimano, tal como Altus. Já naquele tempo eu não gostava muito de pedevelas de 42 dentes, exceto para passeios na cidade, onde as lombas seriam uma realidade para este conceito. Tinha preferência justamente preferências para estes pedevelas de 48 dentes. Curioso é o fato de algo mais velho ser mais resistente que os materiais da atualidade, e é claro que o peso também se faz diferente negativamente... se é que isto importa. Acho pouco provável que amantes do Old School valorizem o peso dos materiais. Sendo tão difícil de arrumar tais peças, vale mesmo é encontrar estas raridades. Como este grupo que consegui, onde estão todos os componentes presentes. Não falta nada... cantilevers completos, trocadores, cambios, pedevela, pedais, tudo shimano! Até mesmo o cassete é original e esta em excelente estado. Agora é tempo de definir qual bicicleta vou montar... Os aros de aluminio fosco da época, já estão no Tchaka para montar nos cubos. Ainda não decidi para onde vão estas peças... possivelmente para um quadro de excelente qualidade. Talvez uma old school 700C da época, já que o grupo costumava ser visto em bikes "híbridas" dos anos 90. Mais interessante seria de ver estes em uma MTB da época? Estas são dúvidas que tenho, mas seja como for, o tempo vai definir. O mais difícil já se tem, agora é ter tempo para prosseguir em experiências e reparos no tunel do tempo.

Roberto Furtado