segunda-feira, 18 de abril de 2011

Para a cabeça não se perder... repensando em projetos!

Hoje acordei otimista, ainda que a dor esteja companheira, não me deixei desanimar. Amo bicicleta, e nesta filosofia de vida é possível que fique até o fim. Tanta coisa ruim nesta vida, coisas que não podemos mudar, tal como a violência que o homem gera, e não vejo pq não tentar combater estes problemas pensando em bicicleta. Como escrevi outra vez em Bicicleta e Máquina Fotográfica , acredito realmente que a bicicleta cure muitos dos males, assim como a imagem certa promovida pela máquina fotografica seja da mesma forma uma "espada" do bem. E talvez nestas considerações que eu deva buscar a energia para minha recuperação. Com mais ou menos 10 dias do incidente tombo que gerou temporária limitação, começo a acreditar na minha recuperação. Como não estou podendo pedalar, pois isto seria um risco a mim e a outras pessoas, tentarei me focar naquilo que posso fazer agora. Repensar em projetos esquecidos no fundo da gaveta, resolver problemas, criar alternativas de otimização, de segurança, de durabilidade, e outros assuntos em bicicleta. Sábado pensei na longtail, hoje novamente, talvez a insistência de pensamento seja uma energia que vaga em favor deste projeto. Se bicicleta é também mágica, então talvez estas "intuições" sejam para me focar e quem sabe concluir algo. Algo que é esperado não somente por mim, mas por outros tantos que acompanharam os tópicos relacionados.
 Se o braço direito esta em repouso... uso o esquerdo para digitar, mesmo com dificuldade. E se isto parece sacrifício para alguns, para mim é esperança! Agradeço por todas as mensagens através do blog e email. 
Parabéns a vocês por tal iniciativa, pois eu sou apenas um ciclista da vez (tombo da vez), mas vocês tem o que acho de mais bonito, a humanização verdadeira!

Um abraço e roda pra frente...

Roberto Furtado