domingo, 3 de abril de 2011

Bicicleta para esposa de um amigo...






Kenda Kwest 100 PSI

Um amigo me pediu para achar uma boa opção de bicicleta para esposa. Nas exigências, nada tão comum... algo confortável, bonito, funcional e com valor acessível. Deveria ser a bicicleta feminina ou se masculina, de tamanho baixo, viabilizando subir e descer na bicicleta sem problemas com o top tube. Depois de pesquisar, efetuei a ligação e encomendei uma GT Agressor, modelo 3.0, tamanho "S". Com a bike em mãos, fui direto para as primeiras necessidades. Troquei o selim por um mais macio, e os pneus coloquei slick. O selim é um velo, mesma marca do original, porém com revestimento mais macio. Os pneus escolhidos foram kenda kwest para 100 psi. Não houve motivo especial para escolher esta versão, exceto pq nesta versão seriam 100% de cor preta, sem as faixas laterais que normalmente são encontradas em azul, amarelo e vermelho também. Os raios foram substituidos por pretos, de inox, apenas por questão estética preferencial do proprietário. As alterações pararam por aí, ficando restante interiramente original. A GT Agressor é uma bicicleta simples de boa qualidade. De arrancada na versão 3.0 é possuidora de um grupo mesclado simples, mas bastante funcional. Minha maior preocupação seria para o conforto, e por isto caímos no modelo com tamanho S, favorecendo a ergonomia na bike, pois ela seria mais curta, ideal para iniciantes.
Nas vantagem que vejo na bike, fica especial a questão estética e funcionalidade. Trata-se de uma escelente opção, considerando-se que uma equivalente em valor, de origem nacional, não corresponde ao mesmo nível de qualidade. De se esperar já era a questão, pois é inegável que GT é ainda uma grande marca, mesmo que na atualidade seja fabricada na china, como tantas outras grandes marcas. Também é inegável que a china produza muitos produtos de 1ª linha.

Roberto Furtado