quinta-feira, 17 de março de 2011

Derrubaram o gigante de 200 km!


Em um Audax não sei o que é mais difícil... ser audaxioso ou presenciar o feito como espectador. Durante o trajeto a gente se depara com cenas diversas, e algumas trazem a tona sentimentos dos quais são difíceis descrever. A pé ao lado da estrada, a gente vê um, dois, três ciclistas vindo de longe, e fica pensando que eles são loucos, e que a gente poderia ser também... Olha-se para o pé no acostamomento da rodovia, e que mesmo sendo 41 (no meu caso),  e se acha pequeno nas dimensões da estrada. Os carros passam rápido, quase sempre acima do limite de velocidade da mesma, e o temor é sempre de que um "monstrorista" ou um imperito apareça. Felizmente, ciclistas são possuidores de anjos da guarda... assim sempre imagino quando visualizo todos os quilômetros enfrentados com sucesso, ileso. Ver amigos na estrada preocupa, mas por outro lado, se estamos ali, a segurança fica pelo menos um pouco melhor. Sabem os loucos motoristas que a organização e corpo de voluntários jamais deixaria um acidente acontecer se pudesse... mas acidente é acidente, não se tem controle. Talvez o pensamento positivo seja tão forte, capaz de driblar o acaso, livrando qualquer possibilidade de acidente. Acho que isto é uma boa forma de pensar, de ver as coisas neste País... o Brasil tem mostrado burradas sucessivas, mas muitos brasileiros são sérios, honestos, e tem sua fé que gera sorte ou sucesso. Queria poder dizer que tudo sairia sempre como planejado, mas sou também ciclista, e com isto conheço as leis da física e as consequências dos irresponsáveis. Tudo isto, os riscos de ser ciclista, não ofuscam a alegria e mágica de pedalar tao longe quanto puder. E tenho certeza de que muitos aqui, amigos ciclistas e leitores deste post, irão concordar que a foto acima descreve muitos sentimentos... não todos, pq para saber realmente é preciso estar ali na pele daqueles loucos. E se são loucos... e já são tantos, será que realmente são loucos? Ou será que talvez sejam os primeiros a pensar de forma correta?!?! Esta é a dúvida que será respondia mais adiante... com o tempo. Sobre sorte, se a gente se esforçar, quase dá pra ver os anjos da guarda ali. Anjos ao lado dos ciclistas, garantindo alguma segurança para quem é não somente Audaxioso, mas poe fé de que vai derrotar um gigante de 200 km. Isto é coragem! Me fiz entender?
Um abraço

Roberto Furtado