quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Tendências em bikes speed...

Giant Rapid 1

Trek FX 7.9
Talvez o crescimento da população com predileção a bicicletas, ou apenas o poder aquisitivo de um todo no planeta, seja o grande motivador deste surgimento. As bicicletas speed por uma lacuna temporal deixaram de ser o grande alvo da maioria ciclistica, e os motivos são diversos e localizados. Aqui no Brasil, estas mudanças seguiram tendências e questões como a falta de qualidade do pavimento. É absoluta verdade, lembro muito bem disto na década de 90, quando fui ciclista de bike speed. Sem o menor constrangimento, troquei a road por uma MTB por esta falta de qualidade do pavimento e por falta de segurança no trânsito. Embora sejam especialmente ágeis, speeds são delicadas, não aceitam guinadas junto ao meio fio, ou súbita subida de rebaixo sem qualidade. A manobrabilidade esta ligada a segurança, e as MTB tem isto de sobra. Por outro lado, sabe-se perfeitamente que a as road ou speed bicycles são perfeitas para superar limites, sejam de longa distância ou de alta velocidade, ou ainda de médias elevadas. Os motivos que levam cada um a escolher uma das diversas opções que surgem, deixam de ser o foco da questão, e passam a ser questionadas ou valorizadas a grande gama de opções. É possível ver grandes marcas com até 10-12 modelos, ou ainda mais, de bike speed... estas variam da composição do material, tipo de rodado e configuração de montagem relacionada a fatores que não importam exatamente ao desempenho. Aliás, pergunto-me até hoje como pode alguém afirmar que um guidão tradicional de speed seja a melhor opções. E rebato frente a respostas rápidas e impensadas, afirmando que as próprias bikes de Triatlo possuirem configurações próprias a ergonomia. E embora surjam tantas respostas, especialistas que aperecem em revistas afirmando leis que nunca poderão ser comprovadas na prática, que cada um sabe exatamente onde irá chegar quando o assunto é preferência, conforto, e rendimento. A exemplo das bicicletas de aro 29", polêmica sem fim... uns dizendo ser o máximo, outros desfazendo destas. Ainda pensando que na verdade uma aro 29" usa um aro de road bike, e na verdade mudam apenas pneus em sua real diferença tecnológica. Uma joaga comercial, assim como a mudança mundial adotada pelas grande marcas para desviar-se de fabricantes pequenos, os quais não conseguem acompanhar, e geralmente quebam em pouco tempo. Seriam tantas considerações a serem realizadas que talvez um livro de 200 páginas não bastasse, e em pouco tempo estaria ele desatualizado. Isto é a verdade sobre automobilismo, e agora sobre bicicletas de verdade... o tempo se encarrega de mudar, e mudar de novo, enquanto o mercado puder oferecer mais.
Considerando tudo isto, justifica-se o surgimento de novos modelos... de meia dúzia no passado, a uma, duas, três dezenas de modelos de um mesmo fabricante. Se há MTB, há também opções dentro desta que definem o DH, ou Free ride, ou apenas o clássico cross country. Ou o ciclocross dentro das speed bicycles, o que derivou-se a tantas opções, que agora é notável perceber que na linha de um fabricante, existem modelos com 700 x 20 ao 700 x 43, entre extremos talvez 10 modelos. E o que tem me fascinado é a ressurgência de bikes speed com guiadores retos, ou como alguns pensam ser verdade, as híbridas, como já descrevi diferenças anrtes. Uma bicicleta que aceita pneus até 700 x 28C, por sua natureza não deixa de ser speed pq ganha guidão reto. Ela é com certeza uma speed com guidão reto, a própria shimano faz menção desta existência quando oferece trocadores para speed com guidão reto.Maçanetas especiais e próprias para o uso com cantilever ou ferraduras, incompatíveis aos V-brakes e pinças para discos. Sim, de novo... como aparecem nas fotos acima, estas bikes são speed de guidão reto. Nasceram de fábrica assim... usam pneus 700 x 28 ou menores, bem como tda speed, porém usam guidão reto. E qual a vantagem disto? Se não consegues ver esta, talvez seja pq nunca usou uma, mas façamos uma comparação. Já trocou os pneus de sua MTB, de 1.95 para 1.25? Se sim, eis a resposta! O desempenho sobre o pavimento liso, é absurdamente maior.
Bikes speed, sempre serão as velozes do asfalto, tenham guidão reto, ou tradicional... quem é rei, nunca perde a majestade! Ou talvez isto não seja bem assim, mas quase.

Roberto Furtado