quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Patrocínios, apoios, etc

Muitos já perceberam que o Bikes do Andarilho cresceu muito... de 2008 para cá muito mudou, melhorou. E muito há para melhorar, tenho fé que muito vai ocorrer ainda. Após um ano estatisticas descobri que blog tem muitos leitores, alguns não são nem brasileiros, causando ainda mais etranheza em função de nossa língua portuguesa ser tão pouco difundida no mundo. Contudo sabemos que a linguagem bicicleta é universal, e é dela que surgem visitantes de outras localidades. Para dar continuidade ao muitos assuntos, testes, sobretudo para materiais novos, preciso ter apoio financeiro. Este é um sonho que tenho, poder dar ênfase a materiais atuais também. É restritivo o assunto referente a materiais novos quando analisamos o custo destes para postagens periódicas e frequentes. Então tomei esta iniciativa de buscar ajuda para poder realizar estes projetos de uso., e assim comentar. Em resposta a isto, encontrei fora do meio ciclístico patrocínios. Entendo que no assunto bicicleta, o apoio não pode ser simbólico, mas sim expressivo. Afinal, os leitores potencialmente consumidores do tipo de material é muito maior neste segmento. Posso adiantar que o blog já tem dois apoiadores, com uma chance de de fechar com um terceiro. Os links destes apoiadores terão serão ainda colocados aqui no blog com destaque especial. Todos os três são de fora do segmento ciclístico. Até o momento, procurei duas lojas do ramo, uma delas bem grande aqui em Porto Alegre, e não houve resposta positiva. Então no segmento ciclístico, esta em aberto um apoio para um comerciante de mente aberta e capaz de ajudar. Lembrando que sou fotógrafo, e posso ser bastante útil com  fotos a empresa que ajudar. Isto faria parte do pacote! Estudo outras possibilidades, todas com direito a divulgação. Quem quiser ajudar, pode ajudar divulgando...
Lembrando que este não é meu trabalho, não vivo disto... disto faço meu lazer, e aqui compartilho com todos. Ajudar ao blog, significa oportunizar novos assuntos gratuitos, questionamentos, divulgação da idéia bicicleta de ser. Alguns diriam que sou louco, mas acredito que de alguma forma é preciso começar. E ser louco é acreditar que as coisas devem ser melhores? Então neste caso, sim... devo ser louco!
Obrigado a todos.

Roberto Furtado