segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Reparações em quadros de Aço/Cr-Mo

bikehugger.com
Não é comum acontecer em quadros de aço, mas acontece. Os quadros de aço possuem peso maior, e geralmente maior resistência ao impacto em relação a quadros de aluminio. No entanto, uma pancada firme da maneira indesejada pode acabar danificando permanentemente um quadro de aço ou Cr-Mo. Um problema bastante comum é quando o ciclista cai num mega buraco, ou acerta um obstáculo imóvel. Forçando o garfo para trás, ocasionando a deformação da espiga ou das canelas deste, ou pior, deformando o down tube e o top tube. Para tudo existe solução, embora muitas vezes não tenha vantagens econômicas ou 100% de semelhança antes do acidente. Confesso que recuperaria um quadro assim por acreditar que tudo tem solução, mesmo que muito difícil, mas entendo que podem haver resultados reparativos não satisfatórios. No caso de uma bike especialmente querida, a intenção de conserto é muito válida, pois valor sentimental não tem equiparação com moeda alguma. "Valer a pena" é um tanto quanto relativo. A deformação citada como exemplo pode resultar em alterações graves de alinhamento, de geometria e tamanho da bicicleta. E é muito difícil precisar se ficará realmente bom até que o serviço esteja completo. Ao fim de tudo, após o resfriamento da solda, poderá haver torção, e em alguns casos nem a correção em um gabarito poderia garantir o perfeito alinhamento. Em alguns casos, a estética fica também comprometida, nem todo soldador é um profissional que se preocupa com o aspecto do trabalho. 
Já para reparações simples com recolocar um pivô de freio, ou reforçar uma trinca, normalmente se executa a tarefa sem "sequelas" aparentes. Por isto, se você tem um quadro assim, de boa qualidade com dano, pense em consertá-lo. Pode valer muito a pena...

Roberto Furtado