sábado, 30 de outubro de 2010

Choveu no passeio noturno de sexta feira... 29.10.2010

Nesta última sexta feira, de acordo com a tradição, saímos no passeio do POABikers... a origem é o ecoposto ao lado da zero hora. Antes de me deslocar para lá, liguei para o Raul e perguntei o que ele achava do tempo. Respondeu que em um site de previsão não marcava chuva, e com isto decidimos pelo pedal. Pela Ipiranga sentido centro bairro, perto da PUCRS, começou um chuvisco leve. Fomos até o fim da Ipiranga e logo começou a chover. Mais alguns minutos e já chovia suficiente para não ser possível andar ligeiro, pois o pneu slick parece jogar mais água para cima do que os demais modelos de pneu. O grupo se dissipou, e Raul e eu paramos no posto de gasolina para ele retirar as lanternas do guidão. Guardou-as para evitar estragar, embora elas sejam vedadas. Duas coisas refleti neste passeio, sobre os frequentes erros da climatologia, e na ausência de paralamas na minha bicicleta. Se a previsão estivesse correta, não teríamos saído... pq o mínimo é sujar a bicicleta, perder a lubrificação das correntes. Estar molhado não é exatamente o problema, mas se soubesse não teria ido.
A questão dos paralamas vou repensar. Já tive bicicleta com paralamas e gostei muito. Claro que não é tão bonito, nem tão leve, nem tão silencioso, mas também não é tão molhado de sujeira. A roda joga aquela água suja do pavimento que acaba por manchar a camiseta, bermuda, meias, e tudo mais que for de tecido.
Conclusões sem importância de um ciclista qualquer...

Roberto Furtado