segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Audax 1000 km - Reconhecimento aos participantes!

A realização do Audax 1000 km próximo do feriado de 20 de Setembro, sugere uma homenagem a data em questão e aos significados relacionados a esta. O esforço feito por estes rapazes, infelizmente não houve a participação de nenhuma menina, exemplifica muito bem a força, patriotismo e amor por aquilo que se acredita. E o que acreditam ciclistas dispostos a pedalar 1000 km por estradas gaúchas mal tratadas? Para mim, e possivelmente para outros tantos, a resposta deve estar em pensamentos e ideais relacionados ao esporte, as belas paisagens, a crenças pessoais e talvez outros motivos que compreendem a cada um dos vitoriosos. Acreditar nem sempre é poder, como muitos costumam afirmar, mas acreditar é ter fé. A crença de que tudo é possível quando sonhamos e nos tornamos pessoas melhores, nos direciona aos verdadeiros ideais do homem. O sacrifíco, o amor, a determinação acabam por descrever o mesmo esforço gaudério sempre ocorrido aqui nestas terras. E a presença de colegas de fora, vejo como uma homenagem, respeito, e irmandade. Ciclista não tem bandeira... ciclista é amigo de ciclista! Ciclista acredita na paz, no amor, na natureza e numa vida mais justa. Ser essencialmente ciclista é ser gaúcho no sentido especial da palavra de ser bom, ser amigo, ser vitorioso. O Rio Grande do Sul, nesta especial data, agradece a presença destes irmãos vindos de outras localidades, e cultua os ideais e tradição. Sinceramente e simplesmente, "povo que não tem virtude, acaba por ser escravo!"
Parabenizo os Audaxiosos que concluiram e que não concluiram... aos que sonharam e não chegaram, meus sinceros votos de felicidade e respeito, por uma estrada tão longa e difícil. A vitória esta nas intenções, pq o corpo humano tem seus limites, mas a mente não!
Por fim, parabenizo os voluntários por mais esta prova de gratuidade social a comunidade ciclística. Sem voluntários não existe Audax!
ps: nesta terça disponibilizarei as fotos.

Texto: Roberto Furtado