sábado, 7 de agosto de 2010

Os próximos passos... 1ª parte

Nesta primeira semana de agosto conclui a GT vermelha, com ela pretendo ir ao supermercado, padaria, e até algumas investidas mais diastantes. Ela me dará noções quanto a detalhes importantes, talvez mudanças para investir na GT outpost que comprei do amigo Carlos Polesello. Ontem a tarde, aproveitando uma oportunidade de usar a tal GT com cestinha e bagageiro, fui a uma loja na azenha, onde sabia que ainda havia um par de thumbshifter deore XT de 6 velocidades. Como fazia tempo, achei que talvez não estivessem mais lá... mas por sorte estavam. Paguei 59 reais nestes trocadores, novos, esquecidos e desmerecidos por seu tipo de proposta. Antes que alguém pergunte, eram realmente os últimos... insisti para saber se havia mais algum no estoque. Infelizmente não! Estas peças são raras na atualidade, especialmente aqui no Brasil. No velobase, achei algumas peças... o site tem suas tendências totalmente vintage. A foto não fiz, retirei do site deles, apenas para facilitar a identificação. Os trocadores que comprei são semelhantes a estes, porém são XT, sensivelmente superiores, de acordo com o próprio fabricante. Com aquele sentimento que é único, especial de quando encontramos algo raro que nos dá muita satisfação, acabei fuçando nos trocadores e descobri que eles servem para 6 ou 7 velocidades, em sistema indexado, é óbvio. Depois na internet, encontrei algumas informações sobre estes, que existem em opções de 6 ou 7 velocidades, ou 7 ou 8 velocidades. Era de se estranhar que XT não houvesse opção para 24V, já que na década de 90 surgiram estas combinações de 24 velocidades.
Estes trocadores deore XT devem sem instalados nesta GT outpost verde, juntamente com outras peças da época, e me falta a certeza do freio apenas. Ainda não sei se usarei um cantilever da época, um cantilever moderno, ou um vbrake. Devo amadurecer a idéia um pouco antes de iniciar o projeto. Esta bike será minha bike de sair por aí... viagens pequenas, etc. Será uma bike leve e funcional, segura! Por isto a GT bike pra toda hora tem importância neste momento, pq será ela quem me dirá como a GT verde será. A única certeza é que ela será totalmente rígida, possuirá algum tipo de compartimento de carga dianteiro e traseiro, possivelmente paralamas farão o complemento, e o restante será definido como o vento, pelo tempo.

Roberto Furtado