sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Bicicletário

Algumas evidências são a contestação de que somos atrasados, pelo menos ciclisticamente falando. Tem algum tempo, acho que pelo menos 10 anos que observo a questão de ter onde deixar a bicicleta. Quando estudava na PUCRS, entrei em 1999, já havia um bicicletário a céu aberto. Mesmo que ficasse a bike no tempo, já achei o máximo, pq a maioria dos lugares não tem sequer um cano onde dê para acorrentar a bike. Acorrentar já é outro problema... No exterior não é raro de ver um lugar próprio para deixar a bicicleta, como na foto acima, de algum lugar na China. Não precisa nem acorrentar! Aqui em Porto Alegre, não tem nada pago ou gratuito que se assemelhe ao exemplo da foto. Como vai ser incentivado o uso de bicicleta se não há onde deixar a mesma? Além do mais os espaços nas vias não são respeitados. Pq haveria no povo a mudança e aceitação da possibilidade de usar a bicicleta para ir vir(em funções diferentes)? Então concluímos que não temos bicicletários, que as vias não são adequadas e a legislação não é respeitada, e para finalizar... os 99,9% das bicicletas fabricadas no Brasil não servem para dar conforto e segurança nesta proposta de deslocamento. Este é o Brasil da bicicleta... grande produtor de bicicletas. Um Brasil que fabrica lixo e deixa o lixo no tempo, possivelmente para decompor mais rapidamente... levando a bicicleta num ciclo de reciclagem, até que o comprador desista na segunda bicicleta. Pq ele chega a conclusão que bicicleta é porcaria... e vai sustentando empresas de ônibus a bagatela de passagem a 2,45 reais, e nos micro ônibus (lotação) a 3,65 reais. Se eu estiver errado no valor, me corrijam, pq não pego ônibus nunca... vou de bike quando posso, e o carro é minha realidade. As vezes prefiro ir a pé... só ando de ônibus em último caso. E a mídia, a cidade, o Brasil da produção de lixo e problemas, seguem no "baile", convencendo as pessoas, e dando motivos para ninguem ter bicicleta. Não gosto de ficar falando a respeito dos problemas relacionados a bicicleta, tento apenas difundir idéias para que as coisas melhorem no mundo da bike. Para mim seria muito mais divertido escrever sobre peças novas, fotografar as reformas, etc. Prometo que o próximo post vai ser mais divertido...

Roberto Furtado

Nenhum comentário: